Minhas artes

Link-me


Outras atividades

Outras atividades
Ideias, Projetos e Atividades sobre IDENTIDADE

Translate

0

Pensando a educação com carinho - O que é a estética?

Estes dias estava pensando em como coloquei o scrapbook na minha vida de professora , aliás, como coloquei na minha vida, já que ele também é um hobby...
 
Sempre fui muito reflexiva sobre como seria minha prática pedagógica. Estou sempre lendo, pesquisando, perguntando, refletindo e (re)organizando meus pensamentos, tento conciliar aquilo que acredito com aquilo que é possível fazer na realidade de uma sala de aula, de tal forma que minha fala não se distancie das minhas ações.
Além do pensar teórico, crítico, ético e reflexivo, também temos que nos preocupar com a estética que envolve o ambiente diariamente. Não há nada mais deprimente do que uma sala de aula sem vida, o contrário também é desagradável. Salas com excesso de informação, muita coisa colada, espalhada, nada se relaciona... muitas coisas nem são feitas pelas mãos das crianças, mas simplesmente compradas prontas e ali colocadas para "enfeitar", agitam e cansam nosso olhar.
Achar o equilíbrio não é tarefa fácil, mas necessária. Foi assim que conheci o scrapbook.
Comecei com o e.v.a pela facilidade do manuseio, pelas possibilidades e durabilidade que o material proporciona, pela infinidade de cores e modelos e, principalmente, pelo custo baixo que este material oferece, daí para passar para o papel foi um piscar de olhos.
 
Assim como nossa devemos refletir sobre nossa concepção pedagógica, nossas crenças e teorias, pensar no ambiente e na sua estética, envolve mais do que espalhar cartazes coloridos, prontos e sem relação com o cotidiano. Tem coisa que deve ser decorada pela criança, tem espaço que deve ser pensado pelo professor. Nesta busca pelo equilíbrio estético, achei muitas ideias legais pela web, trouxe algumas para cá... mas se quiser viajar mundo afora, clique nas imagens e visite cada uma das páginas que inspiraram não só a criação deste post, mas também minha imaginação.
 
Guirlanda feita com giz de cera - Prática, criativa e linda, como não querer?
 
 
Jeitinho criativo de esperar as crianças e organizar os seus materiais até serem distribuídos...

 
Que tal a mesa da professora ser linda e bem arrumadinha?

 
Os materiais oferecidos ou mesmo emprestados, também podem receber um carinho especial.
 

 
 
Educar a estética não é propagar ou reforçar conceitos do que é belo e estão vigentes na mídia, nem mesmo se relaciona apenas com a educação pela arte, educar para a estética é educar o olhar da criança para que esteja sempre atento, sempre crítico e curioso.
Muito se relaciona a palavra estética ao corpo, a busca de ideais perfeitos como um corpo magro, um olho azul e uma pele clara... estes conceitos são amplamente reforçados pela indústria, tv e revistas como forma de estimular uma busca frenética por esta estética "ideal". Na educação, este termo se relaciona muito mais com a criticidade, curiosidade e a apreciação. Não está plenamente construído, pronto ou imutável, pode ser sempre revisto, remodelado e repensado. Por tanto, trabalhar com a estética na educação, é estimular sensações, é educar o olhar e o coração para ir além do que está visível, é permitir que a criança sinta, perceba e crie. Não é totalmente possível, separar a estética do que é belo, mas é possível educar a criança a construir seu próprio conceito daquilo que acha belo.

Na escola o conceito de ética e estética se entrelaçam de forma a se tornarem quase que inseparáveis. Estão presentes não apenas na construção e uso do espaço físico, mas também dentro do currículo, da proposta pedagógica e daquilo que compõe o funcionamento da instituição. A educação estética, por tanto, deve despertar sensações, estimular afetos, deve lidar com os sentimentos e mexer com os sentidos para ser plena.

0 carinhos recebidos:

Postar um comentário

Este blog foi criado para trocar ideias e compartilhar saberes.
Que bom que você chegou aqui e vai deixar seu comentário.
ADOREI A SUA VISITA!!