Minhas artes

Link-me


Outras atividades

Outras atividades
Ideias, Projetos e Atividades sobre IDENTIDADE

Translate

1

Ferramentas básicas para Scrapbook

Sábado passado (15/12) criei coragem para fazer uma aulinha de scrapbook. As ferramentas de scrap são utilizadas por quem, como eu, adora mexer com e.v.a, transitar entre estas artes é fácil, basta adquirir a técnica. Escolhi uma loja da rede Yummy's, a SCRAP CAMP, para começar esta aventura.
 
A aulinha "Especial de Natal", foi ministrada pela Nan Abrahão. Adorei aprender algumas técnicas, foi uma manhã muito divertida e, como disse uma das minhas colegas... fui "mordida" pelo scrap. No que cheguei em casa, comecei a treinar... porque fazer uma página dupla com a orientação de alguém mega,hiper, super talentosa é fácil, mas sozinha... a coisa complica.
 
Vamos ao que aprendi:
 
1º - Existem muitas e muitas ferramentas diferentes e super bacanas, mas para começar, basta criatividade e papéis legais. A primeira regrinha é combinar estampas e cores;
2º - Fitinhas, bailarinas, ilhós, rendas, botões, tecidinhos... tudo combina com scrapbook;
3º - As ferramentas indispensáveis são: BASE DE CORTE, COLA ESPECIAL -LIVRE DE ÁCIDO, FITA DUPLA FACE E FITA BANANA (para dae um estilo 3D - alto relevo), RÉGUA DE FERRO, ESTILETE, TESOURA DE PRECISÃO e TESOURA DE CORTE. Alguns FURADORES deixam o trabalho fofo.
 
Nesta aulinha aprendemos a fazer uma folha dupla (frente e verso), com o tema Natal.
 

Clro que no final da aula, escolhi alguns papéis para fazer em casa porque  não resisti.
Escolhi o tema formatura e o projeto ainda está inacabado, com aquela carinha de que ainda falta alguma coisinha mais... depois eu conto como esta história termina...

Leia mais...
1

Onde Comprar facas para máquinas de corte

Desde que comprei minhas máquinas de corte venho adquirindo as adoradas faquinhas.
Elas são ótimas e facilitam o trabalho, deixando os acabamentos do artesanato com papel ou e.v.a, impecáveis.
Algumas ainda cortam tecido e couro, deixando os nossos trabalhos lindos.
 
O único aspecto negativo é o custo e a dificuldade de encontrar modelinhos legais.
Então vou deixar uma dica, compro minhas faquinhas com a Lilian Leão. Ela manda os modelinhos e preços via e-mail, faço o depósito e, nem uma semana depois, já estou brincando com minhas faquinhas.
 
Vou deixar os contatos para quem tiver interesse. Basta dizer que foi uma recomendação da Márcia - do blog Cantinho da Educação Infantil.
 
 
 
 




Leia mais...
1

CAIXINHA DE NATAL HENA - com molde

Achei este modelo de caixinha nas minhas voltas pelo mundo.
Achei o máximo.
O site se chama Thats Whatch e Said - Reindeer Gift Card Holders, onde também tem um passo a passo bem básico. Sabe quando a embalagem também é um presente? Pois é... vale a pena conferir e até copiar esta ideia.
Para quem gosta de fazer desde o início, segue abaixo um molde, para quem, assim como eu, gosta de inventar coisa, que tal fazer com rolo de papel higiênico?
 
A partir desta ideia, dá para fazer muita coisa... vamos colocar a cabeça para funcionar.
Leia mais...
4

Presentes que valem a pena - Sizzix machine

O Natal nem chegou ainda, mas os presentes...
Neste ano, meu Natal não poderia ser mais egoísta, decidi usar meu 13º salário para "auto-presentear".
Há 12 anos na área da educação, sempre existem as datas que são de muita correria, cansaço e estresse. Sempre falo que no próximo ano darei um jeitinho de correr menos, de me organizar mais...
Então decidi minhas prioridades materiais para auxiliar meu lado profissional.
Chega de perder noites de sono (os cabelos e a tranquilidade), fazendo lembrancinhas para o dia das mães, dia dos pais, das crianças, Páscoa, Natal etc.
 
Fiz 4 investimentos maravilhosos. 100% aprovados.
 
* Uma máquina de costura portátil;
* Uma Sizzix Sidekick;
* Uma Big Shot Machine;
* Muitas faquinhas de corte (divertido demais!!!).
 
Pesquisei nas lojas, na internet e por tudo. Cada coisinha comprei em um Cantinho, aproveitando cada promoção e economizando o máximo possível.
Estou igual criança pequena com brinquedo novo, não largo de jeito nenhum.
 
O QUE É & COMO FUNCIONA A SIZZIX?

Sizzix é uma máquina de corte. É muito comum como ferramenta para Scrapbook, porém, ela também corta tecido, feltro, papel e e.v.a, dependendo da gramatura.
Sizzix é uma marca que disponibiliza vários modelos, existem várias outras opções de máquinas de corte disponíveis.
Os modelinhos mais baratos são com alavanca (a famosa manivela), porém, existem versões mais modernas que são elétricas e outras que utilizam programas de computador (quero uma Silhoutte Cameo), as manuais mais conhecidas são a Sidekick e a Big Shot Machine.
Por ser uma máquina americana, as informações costumam ser em inglês, porém, com o "bum" que deram no mercado, há mais acesso a informações.
Elas utilizam "dies" que são facas de corte, "Pad's" que são uma espécie de plataforma acrílica onde apoiamos as facas para então encaixá-las na máquina e girar a alavanca, com a pressão dos "rolos" o material sai do outro lado cortadinho.
A Sidekick utiliza os pads padrões que acompanham a máquina e os longos, para as facas compridas.
Várias marcas de facas são compatíveis, mesmo as que pertencem a outros modelos, portanto, em alguns casos também será necessário adquirir os adaptadores.
Ela possui uma base para que não deslize, tornando mais fácil o corte, porém, é opcional e funciona quando usamos aquele pino a esquerda, assim ela adere a superfície, tipo sucção.
A pressão é tanta, que chega a marcar os pads de acrílico, o que é normal.
Também é possívelfazer "emboss" com a Sidekick - que é colocar relevo.

BIG SHOT MACHINE


É um modelo maior que a Sidekick, porém, basicamente com a mesma funconalidade. Difere na largura, possibilitando um número maior de criações.
Utiliza Pads, plataforma adaptadora e adptador de facas. Quanto mais acessórios, mais é possibilidades temos para criar.
 
Esta pequena maravilha permite cortar papel, cartolina, cartão, balsa, tecido, alcatifa, acrílico fino, feltro de várias espessuras, cortiça, etc.
Pode apenas vincar, fazer um desenho em relevo, pode transformar um papel liso em texturizado, e pode ainda fazer o relevo e  cortar ao mesmo tempo. É possível fazer inúmeros trabalhos, como
cartões, convites, lembranças de casamento, batizados, aplicações em roupa, álbuns, e inúmeras decorações.
No Youtube tem vários tutoriais e dicas. Vale a pena conferir.
Leia mais...
1

NOVIDADES NATAL e NOVO ANO


Amo de paixão blogar, todo final de ano renovo o rostinho do blog, para que o Novo Ano comece cheio de novidades, pois este espaço é meu xodó. Naquelas promessas para os novos tempos... incluí mais atenção para este cantinho, pois confesso que registro as atividades e as ideias, mas nem sempre venho compartilhar.
 
 Já começamos as lembrancinhas e a decoração de Natal, após muita pesquisa e depois de ver coisinhas lindas pela internet, decidimos como vamos decorar, porém, ainda não bati foto da árvore, dos enfeites e da porta da nossa salinha.
 
Abaixo, deixo os potinhos que pintamos e decoramos para encher de guloseimas e presentear a turminha.
 
Pinte potinhos de pomarola (massa de tomate) com tinta latex branca - use pincel;
De longe, dê jatos com Spray Vermelho e Dourado. Bem de longe, para que fique borrifado;
Cole (com cola comum/branca) papel de presente ou guardanapo recortado;
Cole bolinha de madeira na tampa;
Passe Verniz com um pincel.
Este enfeite foi um presente para a Professora Laura, amei fazer.


Leia mais...
1

Ideias para o Natal

Trouxe alguns projetos bacanas para este Natal.
Na sala de aula ou em casa, dá para deixar tudo mais alegre. Os moldes podem ser usados em e.v.a ou tecido - feltro. Eu, particularmente, acho que tecidinho fica mais cute e acolhedor, embora o e.v.a seja mais fácil, prático, rápido e barato de se fazer.
Deixo sugestões para a mesa, decoração, enfeites e presente.
Já comecei a fazer meus enfeites, em breve coloco aqui.
A Greice do Cantinho Alternativo, dividiu esta ideia, pode ser uma guirlanda ou um enfeite para a árvore, pode ser colocado na cortina ou em uma almofada...
Na hora da Ceia, que tal decorar os copos?
Este panô vai ficar uma graça na janela.


Na hora de embrulhar as lembrancinhas, as sacolinhas decoradas podem valer como um segundo presente.
Estes modelinhos de porta copo, podem ser feitos em tamanho menor ou maior. Menor para embrulhar o guardanapo e os talheres, maior para compor um jogo americano.







E então?! Se gostou das dicas, corre copiar os moldes e mãos a obra, depois passa aqui e me conta como ficou. Boa Arteirice!!
Leia mais...
1

Arte de gente grande

Gente grande também faz arte. Como contei alguns post's atrás, estive muuuuito ausente deste cantinho que tanto adoro, porque andava investindo um pouquinho nas minhas construções, alimentando a alma com novos conhecimentos e divertindo a cuca com novas habilidades.
Curso de E.V.A, no ateliê da Kika Neves, ministrado pela gauchinha e talentosa Krika.
Esta nova técnica além da modelagem do e.v.a, também modela o isopor.
Todas as três já tinham "dona" mesmo antes de existirem. Lá na escola estamos com três gravidíssimas e eu aproveitei para fazer o enfeite do bolo dos chás de bebês que logo estaremos preparando.
A Letícia, a Luíza e "a" ou "o" Baby da Carol , já receberam os mimos.

Maçã
Melancia
Perinha

O trio juntinho. Amei fazer e as meninas adoraram os presentes


Leia mais...
12

Poucas Coisas, Muitas Expressões - Arte grande e suja

Gosto de arte GRANDE e SUJA, gosto não A-DO-RO. Tudo que expressa e cria é gostoso.
As crianças amam explorar objetos, amam dar novos significados. Estamos trabalhando com Alimentação, então, trouxemos as coisinhas do refeitório, para dentro do nosso espaço e colocamos a caixola para funcionar.
Pratos de papelão, batedor de claras manual, pratos, copos e talheres, potes de catchup e maçãs cortadas ao meio. O resultado não poderia ter ficado mais gostoso...

 
PINTURA COM CARIMBO DA MAÇÃ NA TELA



PINTURA COM POTE DE CATCHUP
Em pé, com a tela no chão, as crianças fazem a festa.

PINTURA NA TELA COM BATEDOR DE CLARAS E CARIMBO DO GARFO



 
As técnicas são simples, fáceis e muito gostosas de fazer. O resultado~fica lindo, mas é o processo e a exploração destes novos usos para os velhos objetos o que torna a brincadeira mais divertida.
 

Leia mais...
0

Curso EDUCADOR LÚDICO - USP

Estava sumida deste cantinho, deixei o blog largado e sem atualização, confesso que, muitas vezes, faltou tempo até para ler os recadinhos, que são meus grandes motivadores na hora de dedicar parte do meu tempo livre a compartilhar as minhas experiências. Enfim... me envolvi em muitas tarefas, todas profissionais, fiz um curso de artesanato em e.v.a, fiz um curso de Educador Lúdico e fiz mais algumas artes que, espero poder vir contar muito em breve. Agora que já justifiquei a looooonga ausência, quero compartilhar meus muitos saberes.
 
PRIMEIRO, vou deixar como sugestão o CURSO QUE FIZ DE EDUCADOR LÚDICO na USP, com a coordenação da Profa. Dra. Tizuko Morchida Kishimoto
Abaixo, deixo as informações retiradas do site, para visitar, clique aqui ou na imagem.
 
LABRIMP

Adotou-se a nomenclatura LABRIMP para sua criação formal no interior da Faculdade de Educação da USP em decorrência do termo “Centro” exigir uma diretoria administrativa, financeira e executiva, estrutura que o novo setor não poderia dispor. A nomenclatura “laboratório’ equacionava-se melhor às possibilidades de ser um espaço para a formação teórico-prático dos alunos, tendo o lúdico como preocupação formativa.

A participação da Profa. Dra. Tizuko Morchida Kishimoto em projeto desenvolvido pelo Governo do Estado de São Paulo, em diferentes cidades, “Projeto das Seis Brinquedotecas geradoras do Estado de São Paulo: Centros de Cultura Infantil”, na qual foi contemplada com uma brinquedoteca para ser instalada junto à Faculdade de Educação da USP torna possível sua implantação no espaço da universidade.

A proposta foi encaminhada pelas professoras doutoras da Faculdade de Educação Tizuko Morchida Kishimoto e Leny Magalhães Mrech. junto ao Departamento de Metodologia de Ensino e Educação Comparada.

Os objetivos organizados que deram corpo para o Labrimp foram:

- Dinamizar os canais de contato, execução e avaliação de brinquedos e materiais pedagógicos pelos alunos e docentes da Faculdade de Educação/USP;

- Criar um acervo de material pedagógico, visando a sua classificação e utilização;

- Criar um acervo de brinquedos para a constituição de uma brinquedoteca circulante;

- Criar um acervo de materiais de sucata para a confecção de brinquedos e materiais pedagógicos;

- Desenvolver e promover o conhecimento e a análise de brinquedos e materiais pedagógicos dentro de áreas de interesse por intermédio de cursos e conferências;

- Promover atividades diversas como prestação de serviço a comunidade;

- Criar uma oficina de brinquedos e materiais pedagógicos;

- Implementar subprojetos de trabalhos vinculados ao LABRIMP que envolvam alunos e professores;

- Manter intercâmbio com diferentes instituições no sentido de promover a pesquisa, o estudo, difusão e a elaboração de brinquedos e materiais pedagógicos.
Leia mais...
10

Projeto Bicharada

Projeto Bicharada (Animais e natureza) Maternal III – Laranja
Turma da Bicharada Profª Márcia, Daniela e Marineusa

Justificativa:
Hoje em dia, percebemos que a vida das crianças é em apartamento ou condomínio fechado, onde nem sempre a natureza fica em evidência, é preciso trabalhar e valorizar o meio ambiente e sua diversidade. Os animais dividem o espaço com o homem, sendo assim, é preciso trabalhar noções de respeito e cuidados com a natureza, incentivando a preservação da fauna e flora. A turma sempre manifestou interesse e curiosidade por tudo na vida animal, começando pela escolha do nome do grupo e passando pelas brincadeiras e jogos de imitação, onde costumam fazer de conta que são este ou aquele animal, reproduzindo sons e imitando algumas características que conhecem.
A partir de observação das manifestações e interesses do grupo, as professoras irão abordar este tema, contribuindo para a ampliação do conhecimento das crianças.

Objetivos Gerais e Específicos :

• Definir de diversos animais e suas principais características;
• Proporcionar um ambiente de livre imaginação e criatividade;
• Caracterizar diferentes animais quanto seu habitat, quanto a sua alimentação quanto as suas características especificas.
• Saber identificar animais domésticos e selvagens, aquáticos - terrestres e aéreos, e também o habitat dos animais.
• Enriquecer o vocabulário através de contos, poesias, histórias e músicas da sala de aula.
• Proporcionar um ambiente de livre imaginação e criatividade;
• Caracterizar diferentes animais quanto seu habitat, quanto a sua alimentação quanto as suas características especificas. Áreas de conhecimentos: Linguagem oral e escrita • Aprender a escutar e esperar sua vez de falar;
• Pesquisa junto aos pais sobre aa características do animal escolhido para depois contar aos colegas;

Arte e movimento
• Explorar diferentes formas e texturas;
• Aprimorar a motricidade ampla e fina;

Natureza e sociedade
• Perceber-se como parte fundamental na natureza, sendo capaz de transformá-la, mas tendo o dever de preservá-la.

Tempo de duração do Projeto:
As crianças escolherão animais que gostariam de conhecer, será feito uma breve discussão levantando os seguintes aspectos, o que sabemos deste animal e o que ainda desejamos saber. Após, os animais serão classificados (domésticos, selvagens, marinhos etc). Será trabalhado um animal a cada semana, o tempo de duração será de acordo com o número total de animais escolhidos.
Procedimentos:
• Pesquisar a história de cada animal do interesse do grupo;
• Coletar dados por meio de pesquisas e observações;
• Selecionar alguns tipos de animais para construções com sucata;
• Classificar animais;
• Desenvolver atividades lúdicas;
• Elaborar cartazes, álbuns, painéis e outros recursos;

Recursos Utilizados:
• Brincadeiras e Jogos;
• Desenhos e Pinturas;
• Construção de animais com sucatas e outros materiais;
• Músicas e Poesias;
• Dobraduras;
• Teatro (fantoches e dedoches).

Atividades a serem realizadas:
• Sondagem dos conhecimentos prévios das crianças
• O que sabemos e o que queremos saber;
• Mural coletivo, registrando as ideias;
• Classificação dos animais escolhidos em domésticos e selvagens;
• Construções com sucatas;
• Pesquisa com a família;

Metodologia
• Hora do conto;
• Pesquisa da sua história de vida junto a família;
• Rodas de Conversa;
• Atividades gráficas, artísticas e motoras;
• Construção com sucata;
• Desenho Infantil livre e dirigido;
• Colagem;
• Músicas;
• Brincadeiras;
• Dobraduras.

Avaliação:
• Interesse e motivação com as atividades propostas, bem como nas histórias, cantigas , os jogos e brincadeiras;
• Preocupar-se com a preservação da natureza;
• Reconhecer o alimento necessário ou preferido de vários animais;
• Identificar como vivem os animais.

Culminância do Projeto:
• Construção de animais com sucata, para expor.

Sacos de TNT para guardar travesseiro e lençol.


Árvore com sucata, para apresentar o que aprendemos sobre os bichinhos de jardim escolhidos pelo grupo.

Máscaras de leão, feitas com prato de papelão.


Envelopes para guardar as atividades realizadas durante o projeto.

Bichinhos para decorar a porta da sala de aula.

Leia mais...
6

Sugestões de frases para compor um relatório de avaliação

Optei por compartilhar trechos das avaliações que realizei este ano, espero que ajude.

A (nome da aluna) chega à escola feliz e sempre com uma história para contar, no entanto, tem alguns períodos em que faz um charminho na entrada de início, mas depois fica bem. Percebo que se sente segura no ambiente escolar e gosta muito de passear pela escola, oferecendo-se para buscar massinha de modelar e realizar pequenos favores. Possui um excelente relacionamento com a educadora, colegas e demais funcionários da escola. Brinca com todos e gosta muito de estar com os meninos, pois prefere brincadeiras ativas como as de saltar, correr, empurrar caixas e pega-pega, manifestando pouco interesse em brincadeiras de bonecas.

Cumpre as solicitações da professora e respeita as regras e os combinados da salinha, chamando a atenção dos colegas que não o fazem. Carinhosa, dificilmente entra em atrito com os colegas, quando isso acontece, é firme em suas decisões e utiliza o diálogo como principal forma de solucionar conflitos.

Seu vocabulário é amplo e comunica-se de forma clara e objetiva, fazendo-se entender com facilidade. Algumas vezes utiliza um tom de voz bastante alto para fazer suas colocações, e vem sendo estimulado a falar baixinho e sem pressa.
Apresenta um bom raciocínio lógico matemático classificando, seriando, ordenando e quantificando com facilidade. Organiza coleções com base em suas características, percebendo semelhanças e diferenças em seus atributos como cor,forma, tamanho e espessura.

Aos poucos está aprendendo a ceder e deixar que os colegas coordenem a brincadeira, dividindo com ele, os momentos de liderança. Apesar das minhas constantes solicitações, conversas e combinados insiste em usar a força física na hora de solucionar conflitos, o que muitas vezes acaba fazendo com que os amigos se afastem dele ou mesmo que ele precise ser retirado para que possamos conversar e com isso, ele se acalmar.
Preocupa-me sua baixa tolerância a frustrações, pois quando não consegue realizar alguma atividade, já se nega a continuar fazendo, resmunga e diz que detesta/odeia a escola e que por ele, nunca mais viria, fazendo de qualquer jeito ou mesmo riscando todo o trabalho. Da mesma forma quando contrariado, se agita, falando palavrões ou reage batendo nos colegas.
Seu vocabulário é amplo para a sua faixa etária, sendo capaz de elaborar frases e narrar histórias, respeitando a sequência cronológica dos fatos. Lembra-se dos combinados e histórias que contamos e relaciona-os as suas vivências fora do ambiente escolar. Tem facilidade em racionalizar e explicar seus sentimentos. Na roda de conversa participa de forma ativa, sempre contribuindo com o tema discutido, compartilhando com os colegas seus conhecimentos.

Na hora da roda de conversa ou na hora da roda de história, é preciso chamar a sua atenção para que participe de forma mais significativa destes momentos, pois nesta hora se levanta, pega brinquedo, chama a atenção dos colegas e se mostra inquieto. Sugerimos que a família reserve alguns momentos para, juntos, brincarem com jogos de regras e outros que exijam atenção e concentração, para auxiliá-lo neste aspecto.

Nas atividades gráficas como a pintura, demonstra prazer pelo movimento de ir e vir, fazendo rabiscos soltos pela folha. Seus desenhos ainda não ganharam forma, sendo representados por emaranhados flutuantes na folha. Ao utilizar a tesoura, mastiga o papel e necessita de auxílio para concluir esta atividade, o que ainda é comum nesta faixa etária.

Demonstra gosto pelas atividades motoras, seus movimentos são ágeis e harmoniosos, evidencia boa motricidade ampla, saltando, correndo e pulando de forma equilibrada. Em nossas atividades gráficas, faz uso correto do lápis de cor e giz de cera, evidenciando um bom aprimoramento da motricidade fina. Pinta preenchendo e respeitando o espaço da figura. Vem mostrando interesse pelo uso da tesoura, esforça-se para recortar e já consegue fazer sem cortar a figura, destacando apenas seu contorno.

Alimenta-se bem e de forma autônoma ao longo do dia. Aceita os alimentos oferecidos, resiste um pouco a experimentar novos sabores, porém aceita quando insistimos, mesmo que não os incorpore a seu paladar.
Leia mais...
1

Reunião de Pais e Professoras 2º smestre

Nossa segunda reunião anual foi para falar sobre o que acreditamos e como realizamos as atividades pedagógicas. Para isto, montamos dois murais com todas as fotos e registros que fizemos até o momento, com isso, preparamos uma material que fundamentava com teorias, nossas crenças na educação. Além de ficar bem bacana, apresentamos a rotina e as atividades de forma descontraída e pudemos perceber que os pais curtiram bastante. Saímos com aquela sensação de que estamos no caminho certo.

Leia mais...
0

4ª Olimpíada Nacional em História do Brasil

4ª Olimpíada Nacional em História do Brasil

O Museu Exploratório de Ciências – Unicamp recebe a partir do dia 01/06/2012, as inscrições para a 4ª Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB). Poderão participar estudantes regularmente matriculados no 8º e 9º anos do Ensino Fundamental e demais séries do Ensino Médio, de escolas públicas e privadas de todo o Brasil, incluindo alunos do Ensino de Jovens e Adultos (EJA). Para orientar a equipe, composta por três estudantes, é obrigatória a participação de um professor de história.
O formulário de inscrição e o boleto para pagamento estarão disponíveis no site do Museu Exploratório de Ciências de 01 de junho até 10 de agosto. A taxa de inscrição é de 21 reais para as equipes de escolas públicas e 45 reais para as equipes das escolas particulares. O valor da inscrição corresponde à inscrição de todos os membros da equipe (incluindo o professor-orientador).
Em 2012, O Museu Exploratório de Ciências custeará, para participarem da final, as passagens de avião das 27 equipes mais bem colocadas em cada estado da Federação (escolas públicas ou particulares) e mais 10 equipes de escolas públicas com a maior pontuação, sendo uma por região do país, e cinco escolas públicas com mais alta pontuação em todo o Brasil, independente de sua região. Após a final da Olimpíada, os professores responsáveis por essas equipes são convidados a permanecer na Unicamp para realizar capacitação de uma semana, com custos de hospedagem cobertos também pelo Museu.
A ONHB premiará escolas, alunos e professores, com medalhas de ouro (60), prata (100) e bronze (140) e certificados de participação para todos os inscritos e também para as escolas.
A 4ª Olimpíada Nacional em História do Brasil é uma iniciativa do Museu Exploratório de Ciências – Unicamp. O evento é patrocinado pelo CNPq e tem o apoio da Rede Globo de Televisão e da Revista de História da Biblioteca Nacional. A última edição, realizada em 2011, inscreveu mais de 65 mil participantes e reuniu cerca de duas mil pessoas na final presencial, realizada na Unicamp, nos dias 15 e 16 de outubro.
A ONHB é organizada pela equipe do Museu Exploratório de Ciências e as provas são concebidas e elaboradas por historiadores, professores e pós graduandos de História da Unicamp. Como proposta, os participantes têm a oportunidade de trabalhar com temas fundamentais da história nacional e de conhecer de perto as práticas e metodologias utilizadas pelos historiadores.

Calendário da 4ª ONHB
Inscrições e pagamento dos boletos: de 01/06/2012 a 10/08/2012.
Primeira fase: inicia no dia 20/08/2012 e finaliza no dia 25/08/2012.
Segunda fase: inicia no dia 27/08/2012 e finaliza no dia 01/09/2012.
Terceira fase: inicia no dia 03/09/2012 e finaliza no dia 08/09/2012.
Quarta fase: inicia no dia 10/09/2012 e finaliza no dia 15/09/2012.
Quinta fase: inicia no dia 17/09/2012 e finaliza no dia 22/09/2012.
Grande Final Presencial: Prova: 20/10/2012
Cerimônia de Premiação: 21/10/2012

Inscrições no site: www.mc.unicamp.br
Leia mais...