Minhas artes

Link-me


Outras atividades

Outras atividades
Ideias, Projetos e Atividades sobre IDENTIDADE

Translate

2



Este desafio chegou através do carinho das minha novas amigas blogueiras, Cris Cordoval - do blog Amor pela educação. (selinho da Dona Fulaninha)


E a Simone, do blog Xurucas o maternal http://xururucasnacreche.blogspot.com/ (selinho Cute Colors)


A brincadeira é você responder rapidamente as perguntas no seu blog, depois, escolher 5 amigas blogueiras, para que façam o mesmo, desta forma podemos conhecer um pouquinho + dos nossos BlogAMIGOS...então, VAMOS LÁ?DESAFIO PESSOAL!




DESAFIO PESSOAL:


1. O que eu estava fazendo há 10 anos atrás?

Era dona de cas, ficava com minha filhotinha de três anos e ensaiava os primeiros passos no magistério.
2. Quais são as coisas que você tem na sua lista pra fazer hoje?

Cheguei bem cansada, tenho um banho demorado para tomar, terminar de atualizar e responder o blog e depois ficar com a minha filhota, só relaxando...

3. Petiscos que você gosta?

Difícil... gosto de quase todos, mas batata frita é o melhor.

4. Coisas que eu gostaria de fazer se fosse bilionária:

Conhecer o mundo e ajudar crianças e idosos em situações de abandono.
5. Lugares que já morei:

Pelotas e Bento Gonçalves

AS 5 AMIGAS BLOGUEIRAS SÃO:


Leia mais...
1

calendário de agosto personalizado

Olá meninas, fiz dois calendários para o mês de agosto.
Deixo a disposição para quem desejar copiar.
Márcia
CALENDÁRIO 2008 - Para o mês de agosto
CALENDÁRIO - 2008, para marcar os dias em que o Brasil vai jogar.
Leia mais...
0

Mascotes das Olimpíadas para Colorir - Site Smart Kids

Tem bastante material para colorir no site da smartkids, eu não uso folha só para colorir com os meus alunos, mas aproveito para tirar moldes para os trabalhinhos neste site.
Visitem, tem material sobre os esportes também
MASCOTE DAS PARAOLIMPÍADAS
Mascotes das Olimpíadas





Leia mais...
0
Este carinhoso presente, ganhei da Tia Deise, do blog da "Prof Deise"
É UMA CARINHO PARA AMIGAS BLOGUEIRAS QUE INVESTEM NA PROXIMIDADE,
Vou deixar ele aqui, para TODAS AS AMIGAS BLOGUEIRAS QUE VISITAM O MEU BLOG E DEIXAM SEU CARINHO.
Em especial para:
Queridas amigas, recebam este selinho carinhoso, pois adoro estar próxima de vocês.
Beijos e boa semana!!
Leia mais...
2

LENDA Chinesa - Lin e a Sogra - Contando história



Lenda chinesa - Lin e a sogra


Há muito tempo, uma menina chamada Lin se casou e foi viver com o marido e a sogra.


Depois de algum tempo, passou a não se entender com a sogra.
Personalidades muito diferentes, Lin se irritava com os hábitos dela, criticando-a freqüentemente.
Meses se passaram e Lin e sua sogra, cada vez mais, discutiam e brigavam.


De acordo com a antiga tradição chinesa, a nora tinha que se curvar à sogra e obedecê-la em tudo.
Lin, já não suportando mais conviver com a sogra, decidiu tomar uma atitude e foi visitar um amigo de seu pai. Depois de ouvi-la, ele pegou um pacote de ervas e lhe disse:
- Vou lhe dar várias ervas que irão envenenar lentamente sua sogra. Você não poderá usá-las de uma só vez para se livrar dela, porque isso causaria suspeitas.


A cada dois dias, ponha um pouco destas ervas na comida dela. Agora, para ter certeza de que ninguém suspeitará de você quando ela morrer, você deve ter muito cuidado e agir de forma muito amigável. Nunca discuta, e a ajudarei a resolver seu problema, mas você tem que me escutar e seguir todas as instruções que eu lhe der.
- Sim, Senhor Huang, eu farei tudo o que o senhor me pedir - respondeu Lin.
Lin ficou muito contente, agradeceu ao Senhor Huang e voltou apressadamente para casa, para dar início ao projeto de assassinar sua sogra.


Semanas se passaram e, a cada dois dias, Lin servia a comida "especialmente tratada" à sua sogra. Ela sempre se lembrava do que o Senhor Huang havia recomendado sobre evitar suspeitas e, assim, controlou o seu temperamento, obedecendo à sogra e tratando-a como se fosse sua própria mãe.
Depois de seis meses, a casa inteira estava com outro astral.
Lin tinha controlado o seu temperamento e quase nunca se aborrecia. Durante esse tempo, ela não teve discussões com a sogra, que agora parecia mais amável e mais fácil de lidar. As atitudes da sogra também mudaram, e elas passaram a se tratar como mãe e filha.
Um dia, Lin novamente foi procurar o Senhor Huang para lhe pedir ajuda e disse:
- Querido Senhor Huang, por favor, me ajude a evitar que o veneno mate minha sogra. Ela se transformou numa mulher agradável, e eu a amo como se fosse minha mãe! Não quero que ela morra por causa do veneno que eu lhe dei. Porfavor, Senhor Huang, me ajude!
O senhor Huang sorriu e acenou com a cabeça.
- Lin, não precisa se preocupar. As ervas que lhe dei eram vitaminas para melhorar a saúde dela. O veneno estava na sua mente e na sua atitude, mas foi jogado fora e substituído pelo amor que você passou a dar a ela. Na China, existe uma regra dourada que diz:
"A pessoa que ama os outros também será amada!"


Lembre-se sempre:
"O plantio é opcional, mas a colheita é obrigatória. Por isso, tenha cuidadocom o que planta!"

Fonte: http://www.portaldafamilia.org/artigos/texto068.shtml
Leia mais...
0

A matemática e a escrita na China

Página do Zhou bi (Gnomo de Zhou), considerado como o texto mais antigo da matemática chinesa.A página corresponde a um edição de 1213, da biblioteca de Xangai.
A civilização chinesa desenvolveu-se, desde o 3.º milénio a.C., ao longo das margens do rio Amarelo e do Azul, na dinastia Hsia, iniciada pelo imperador Yu.
Continuou com a dinastia Shang, por volta de 1500 a.C., que ocupou a região de Xangai. São desta dinastia os primeiros numerais chineses inscritos sobre carapaças de tartarugas e ossos de animais - os ossos oraculares - que usavam para adivinhações. O sistema de ensino oficial na antiga China torna-se institucionalizado em cerca de 2000 a.C., e assim continuo na dinastia Shang, que dominou até cerca de 1066 a.C., e durante a dinastia Zhou (1166 a.C. a 771 a.C).O grande império desintegra-se, por volta do 700 a.C., e até aproximadamente, 400 a.C. coexistem estados independentes em, praticamente, permanente guerra uns com os outros, a China torna-se um Estado feudal. Foi nessa época que surgiram as duas principais correntes filosóficas da China: o confucionismo, que ressaltava os princípios morais, e o taoísmo, que defendia uma vida em harmonia com a natureza. Por volta de 221 a.C. a China foi reunificada pelo imperador Shih Huang Ti. Este mandou queimar todos livros, centralizou o poder, construiu cidades, palácios e estradas, e iniciou a construção da ''Grande Muralha'' para deter as invasões das tribos mongólicas.
Na dinastia a seguir, a dinastia Han (200 a.C. a 220 d.C.), estava estabelecido o confucionismo como a filosofia do estado. Nesta dinastia muitos dedicaram o seu tempo a transcrever, de memória, textos literários e científicos e a procurarem manuscritos que tivesses escapado à destruição. Portanto, todos os livros de matemática chinesa datam desta altura, mas muitos deles existiam ainda antes, mas torna-se muito difícil datá-los. Neste período o currículo de estudos era composto de "Seis artes": rituais, música, tiro com arco, guiar carruagens, história e aritmética. A aritmética estava intimamente relacionada com a numerologia.É nesta altura que foi reescrito o texto sobre matemática - o Zhou bi suan jing (ou Chou Pei Suan Ching ), provavelmente entre 100 a.C. e 100 d.C. Este texto contém um diálogo sobre as propriedades do triângulos rectângulos, no qual muitos vêem como sendo enunciado o teorema de Pitágoras e dada uma sua demonstração geométrica. Neste livro existe uma breve explicação sobre o cálculo aritmético.Nesta altura foi também compilado o mais influente dos textos matemáticos chineses antigos - Chiu Chang Suan Shu (Os nove capítulos da arte matemática). A sua compilação foi realizada, provavelmente, entre 100 a. C e 50 d.C. O livro contém 246 problemas distribuídos por 9 capítulos. É também deste período o texto Shu Shu Chi Yi onde se encontra uma primeira abordagem dos quadrados mágicos. Estes primeiros livros não são, portanto, o trabalho de um matemático, mas uma colecção do conhecimento matemático da altura, em princípio reescrito por outros matemáticos. Maior parte dos textos desta época chegaram até nós porque muitos matemáticos escreveram, ao longo de séculos, comentários sobre os textos, mas de facto poucos originais conseguiram chegar até aos nossos dias. O único texto matemático original desta época que chegou até nós foi o Suan shu shu (Livro de aritmética). Este texto, datando de 180 a.C., está escrito em tiras de bambo.A época compreendida entre os anos 221 e 581 é conhecida como a dos três reinados e das seis dinastias. Nesse período, a China sofreu divisões internas e o ataque de diversos povos nómadas (tibetanos, turcos e mongóis). Contudo esta época atribulada não pôs cobro à actividade matemática. Neste período, viveu o matemático Liu Hui (c. 260), que comentou os Nove Capítulo e escreveu Haidao Suanjing - O manual da aritmética da ilha - escrito inicialmente como apêndice ao capítulo 9.º dos Nove Capítulos o livro contém 9 problemas, versando o teorema de Pitágoras, com soluções. É também desta época o texto Sunzi Suanjing - Manual aritmético do Mestre Sun Zi (c. 300 d.C.), o texto está dividido em 3 capítulos, o último dos quais tem uma colecção problemas aritméticos.Na segunda metade do século V, aparece o Manual Aritmético escrito por Zhang Qiujian, este livro contém 92 problemas, divididos por 3 capítulos.
Em 581, a dinastia Sui (581 a 618), reunificou, de novo, o país.
Segue-se a dinastia Tang (618-906). Durante essa época, a China conheceu grande desenvolvimento artístico (poesia e pintura) e científico e entrou em contacto com outras civilizações, como a japonesa, a coreana, a indiana e a árabe. Este período foi caracterizado por uma forte influência estrangeira. É desta altura o texto Jigu Suanjing - Continuação da Matemática Antiga (cerca de 625). Foi escrito por Wang Xiaotong, e contém 22 problemas sobre irrigação, construção de celeiros e resolução de triângulos rectângulos. É, também, deste período uma enciclopédia sobre a matemática clássica do passado - Suan Ching Shih Shu - Os Dez Manuais de Matemática. O período de florescimento cultural e de expansão territorial da dinastia Tang terminou com a derrota chinesa frente aos árabes em 751, na fronteira norte-ocidental. A partir desse momento, começou uma fase de decadência e esta resultou em nova fragmentação que levou à queda dos Tang, em 907.
O período das cinco dinastias e dos dez estados, entre 907 e 960, caracterizou-se pelo caos político.
A partir de 960, a dinastia Song (960-1279) reorganizou o país impondo reformas tributárias que aliviaram a situação económica dos camponeses e favoreceram o comércio. Nessa época houve grande desenvolvimento cultural, com a difusão de textos impressos. Neste período viveram alguns dos grandes matemáticos da China, especialmente no século XIII


FONTE: http://www.malhatlantica.pt/mathis/china/china.htm

CURIOSIDADES:
http://www.chinaonline.com.br/antigo/ciencias/matematica/default.asp

A ESCRITA NA CHINA

A escrita chinesa é baseada em símbolos gráficos que representam uma idéia (ideogramas). Ela é adotada em vários países do leste asiático.
O conjunto completo é formado por cerca de 15.000 ideogramas, que podem ser agrupados em 4 conjuntos ou classes.

Muito interessante: Leia mais sobre o assunto e entenda

http://pt.wikipedia.org/wiki/Caligrafia_chinesa

Leia mais...
1

A arte na china - Escultura e cerâmica - cultura Chinesa

A cerâmica é uma das principais arte milenar da China


A ARTE CHINESA


Desde do início da história da China, se criaram objetos em bronze, jade e osso que resgatam o espírito e efeito procurado nos rituais chamanistas. Estas formas em bronze e jade mostram pela primeira vez um dos princípios essenciais da arte chinesa: a síntese entre o espírito criador artístico a função social e a hierárquica a que estavam destinados desde sua concepção. O primeiro deles se mostrava no aprimoramento das formas, na origem dos temas decorativos tomando como paradigma as forças da natureza e sua ação sobre o espírito humano, e no grande conhecimento técnico de materiais que caracterizou todas as formas artísticas.
Como complemento da diversificação das formas como a iconografia que se adornavam correspondiam aos princípios de hierarquização social e uso ritual que caracterizaram os inícios da civilização na China com a Dinastia Shang e a Dinastia Zhou. Nesta última dinastia surgem as escolas de filosofia que aprofundaram a relação do indivíduo em torno de si e a consideração social do mesmo, estabeleceram os fundamentos teóricos sobre os séculos que mais tarde se desenvolveria a teoria chinesa da arte.


Cultura do Chá na China


A cultura do chá chinês se refere aos métodos de preparação do chá, o equipamento usado para fazer chá e as ocasiões em que o chá é consumido na China.
O chá é uma bebida popular desde dos tempos antigos da China. Era considerado uma das sete necessidades diárias, sendo as outras a lenha, o arroz, o óleo, o sal, o molho de soja, e o vinagre. A cultura do chá na China difere daquelas da Europa, Reino Unido ou Japão em tais coisas como nos métodos de preparação, métodos de degustação e nas ocasiões em que é consumido. Até nos dias atuais, em ambas as ocasiões, casuais e/ou formais chinesas, o chá é regularmente bebido. Além de ser uma bebida, o chá chinês é usado em medicamentos herbários e na culinária chinesa.O chá chinês é usado principalmente em rituais de cura ou em reunioes.



Na imagem abaixo, modelo de escultura chinesa

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cultura_da_China



A ÓPERA E A MÚSICA NA CHINA

A ÓPERA

Os argumentos de uma ópera chinesa unem elementos trágicos e cômicos, misturados com canto, dança, narrações poéticas e acrobacias. Trata-se de uma dramatização de feitos históricos e lendas populares. Outra forma de representação é um diálogo com uma linguagem muito próxima da fala corrente e pantomimas com gestos normais. Em seu humor amável se reflete e satiriza a sociedade, como resultado, instruindo e entretendo.
Seu melhor exemplo e como modelo oficial de execução é a Ópera Nacional da China. Este foi produto da fusão em uma só companhia de um conjunto de tradições da ópera chinesa que atuavam em Pequim. Existem também variedades regionais
A ópera foi sempre um espetáculo muito popular tanto entre o povo chinês como entre os nobres e imperadores. Na elaboração dos argumentos e da música participaram escritores e aristocratas. O imperador Ming Fujam (712-755, também conhecido como Hsuan Tsung) da Dinastia Tang e o imperador Chuang Tsung (923-925) do período final desta mesma dinastia são considerados pais honoríficos da Ópera de Pequim devido a seu decidido apoio a esta arte. Mas o que lhes faz credores a tal título são, acima de tudo, seus profundos conhecimentos das técnicas musicais. O imperador Hsuan Tsung fundou a Academia do Jardim das Peras, uma companhia de música e dança estabelecida na corte. Com o tempo, denominou a ópera como o ofício do jardim das pereiras e a seus atores como os estudantes do jardim das Peras.


A MÚSICA

A música na China parece datar de antes da civilização chinesa, e documentos e artefatos fornecem evidência de uma cultura musical bem desenvolvida ainda na Dinastia Zhou (1122 AC - 256 AC).
A Agência de Música Imperial, estabelecida primeiro na Dinastia Qin (221-207 AC), estava muito expandida sob o império do Imperador Han Wu Di (140-87 AC) e ordenou supervisionar a música da corte e a música militar e determinou que a música folclórica estaria oficialmente reconhecida. Em dinastias subseqüentes, a revelação da música chinesa estava fortemente influenciada por músicas estrangeiras, especialmente as da Ásia Central.
A música instrumental é tocada com instrumentos de solo ou conjuntos pequenos de instrumentos de corda, flautas, e vários pratos, gongos, e tímpanos. A escala tem cinco notas. Os tubos de bambu estão entre os instrumentos musicais conhecidamente mais antigos da China. Os instrumentos estão tradicionalmente divididos em categorias baseadas em seu material de composição: pele, abóbora, bambu, madeira, seda, barro, metal e pedra. A música escrita mais antiga é Solidão da Orquídea, atribuído por Confúcio .
Na China antiga a posição dos músicos na sociedade era muito mais baixa que a dos pintores. O estudo da teoria da música não era o bastante. Mas quase todos imperadores levaram as músicas folclóricas seriamente.
QUER SABER MAIS?
Imagens da China
Leia mais...
9

DIA DOS AVÓS - Sugestões de atividades para o dia da avó

Amigas blogueiras, este ano minha escola não fará festa para o dia das avós, no entanto, faremos algumas suprpresas para elas, como pesquisas de receitinhas e culinárias.
Como recebi vários pedidos com sugestões, resolvi postar aqui, alguns materiais que tinha dos anos anteriores e algumas sugestões de sites atuais, que trabalham com este tama.
Bom proveito!!
ORIGEM DO DIA DOS AVÓS


Comemora-se o Dia dos Avós em 26 de julho, e esse dia foi escolhido para a comemoração porque é o dia de Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus Cristo.
Século I a.C. - Conta a história que Ana e seu marido, Joaquim, viviam em Nazaré e não tinham filhos, mas sempre rezavam pedindo que o Senhor lhes enviasse uma criança. Apesar da idade avançada do casal, um anjo do Senhor apareceu e comunicou que Ana estava grávida, e eles tiveram a graça de ter uma menina abençoada a quem batizaram de Maria. Santa Ana morreu quando a menina tinha apenas 3 anos. Devido a sua história, Santa Ana é considerada a padroeira das mulheres grávidas e dos que desejam ter filhos. Maria cresceu conhecendo e amando a Deus e foi por Ele a escolhida para ser Mãe de Seu Filho. São Joaquim e Santa Ana são os padroeiros dos avós.

O papel dos avós na família vai muito além dos mimos dados aos netos, e muitas vezes eles são o suporte afetivo e financeiro de pais e filhos. Por isso, se diz que os avós são pais duas vezes.
As avós são também chamadas de "segunda mãe", e os avôs, de "segundo pai", e muitas vezes estão ao lado e mesmo à frente da educação de seus netos, com sua sabedoria, experiência e com certeza um sentimento maravilhoso de estar vivenciando os frutos de seu fruto, ou seja, a continuidade das gerações.
Celebrar o Dia dos Avós significa celebrar a experiência de vida, reconhecer o valor da sabedoria adquirida, não apenas nos livros, nem nas escolas, mas no convívio com as pessoas e com a própria natureza.


FONTE:

DIA DA VOVÓ

O dia da Vovó é uma ótima data para trabalhar os temas transversais como ética, cidadania e muitos outros. Respeitar os mais velhos é respeitar a si mesmo.
A criança precisa aprender desde cedo os princípios da natureza, todos envelhecemos, pro isso precisamos tratar bem os mais velhos, para sermos respeitados quando formos mais velhos.
Envelhecer é viver, é adquirir sabedoria, paciência e muitas outras qualidades que só o tempo nos permite desenvolver.
É ideal começar as atividades com conversação sobre o que é ser avó, e sobre qual o papel da avó na vida de cada uma das crianças, após devemos contar para as crianças que nem todas as vovós são bem tratadas, que muitas envelhecem e são mal tratadas pelos próprios familiares. Pedir que as crianças citem exemplos de atitudes que devemos tomar para valorizar as vovós como oferecer lugar para elas sentarem, auxiliar no que for preciso.
Ao longo da semana ir construindo cartões, mensagens e outros mimos para as vovós.

SUGESTÕES DE ATIVIDADES:
Painel com o nome das vovós e do netinho(a);
Com a foto do painel construir um cartão para a vovó e enviar pelo correio;
Montar um quadrinho para a vovó, utilizando bandeja de isopor, creme dental e anilina;
Montar cartões com o tema: “Vovó é um sonho”;
Preparar biscoitos para as vovós;
Brincadeiras e jogos coletivos em trios, avós e netinhos.

BISCOITO DA VOVÓ

INGREDIENTES

10 xícaras de ternura
4 xícaras de amor e o biscoito da vovó sai fofinho como uma flor
600g de paciência
2 colheres de carinho e o biscoito sai bonitinho que nem o netinho

MODO DE PREPARO
Misture tudo com afagos e beijinhos que o rendimento é um gostoso abracinho
PROGRAMA PARA O DIA DOS AVÓS
Prepare as crianças. Faça convitesd, explique sobre esta data.
Os convites podem ser em forma de bule, pois durante a festa podemos servir chá e salgadinhos.
Inicie explicando a origem da data, depois faça uma sequência de atividades com leitura de poemas, músicas e brincadeiras.
POEMAS PARA A VOVÓ
“VOVÓ”
Falar de Vó para mim é beleza!
É pura certeza de viva alegria,
Vovó é doçura, é mel que escorre,
É fada – socorre de noite e de dia.
Vovó é denguinho gostoso,
Molhado, fofinho... Ensopado de amor e carinho,
Vovó é segurança.
Vovó – esperança do esperto netinho
De tomar (sem ser a hora!) o seu “danoninho”...
Vovó tem magia nos lábios e encantos,
Pois sara com beijos a neta, que em pranto, mostra-lhe o dedinho que machucou.
É flor sempre viva que não tem idade,
Pois brinca de roda, se deita no chão, se faz de cavalinho pra neta ou netinho do seu coração.
Vovó conta história pra gente comer comidinha,
Vovó conta história pra chegar o soninho,
Vovó conta história de lobo, girafa, formiga, ursinho...
ou
SER AVÓ
Ser avó é sentir felicidade
É conhecer um amor doce, profundo,
É viver de carinho e ansiedade,
É resumir nos netos o seu mundo!
Ser avó é voltar a ser criança,
É fazer tudo pelo neto amado...
É povoar a vida de esperança,
É reviver todinho o seu passado.
Ser mãe é dar o coração, eu creio,
Mas ser avó... que sonho abençoado!!!
É viver de ilusão, num doce enleio,
É viver no neto o amor ao filho amado!
CHEGOU A HORA DA BRINCADEIRA

1. Qual é o chá? adivinhas
Qual o chá que se usa na cabeça? (chapéu)
O chá que agasalha ? (xale)
O chá que abre portas? (chave)
O chá da praça? (chafariz)
O chá que é um problema? (charada)
O chá que é um tipo de casa (chalé)
O chá da fábrica? (chaminé)
O chá que fica no campo? (chácara)
O chá que se tem de escolher para votar? (chapa)
O chá que atrai a simpatia/ (charme)
2. VAMOS DISTRIBUIR BRINDES?
Qual a vovó que tem o maior número de netos? E qual a vovó mais jovem?
3. Como está a memória da vovó?
A dirigente diz uma parte de um provérbio popular e algum avô ou avó completa com a outra parte.
Quem não tem cão... caça com gato.
Quando um não quer... dois não brigam.
Quem com ferro fere... com ferro será ferido.
Diga-me com quem andas... e te direi quem és.
Água mole em pedra dura... tanto bate até que fura.
Ri melhor... quem ri por último.
Gato escaldado... tem medo de água fria,
Mais vale um pássaro na mão... do que dois voando.
Quem tem boca... vai à Roma.
Pau que nasce torto... não tem jeito morre torto.
Quem corre cansa... quem não corre alcança.
Antes só... do que mal acompanhado.
4. Somando os pontos
Chamar à frente os casais de avós presentes e premiar o casal que somar mais pontos nos seguintes itens:o número de filhos, anos de casamento, botões da roupa (dos dois), o número de netos idade de cada um

SERVIÇO DO CHÀ
Enquanto o chá é servido, todos podem cantar músicas folclóricas e músicas de roda antigas, bem conhecidas dos nossos avós...– “Luar do Sertão”, “Alecrim Dourado”, “Peixe Vivo”, “Se esta rua fosse minha”, “Casinha Pequenina”, “Ciranda, cirandinha”, “Teresinha de Jesus”,... etc
ENCONTRE MAIS MATERIAIS SOBRE ESTE ASSUNTO AQUI:
Leia mais...
4

Selinho e desafio pessoal


Quero agradecer este presente lindo. Este selinho é um mimo muito especial.
Meu blog foi indicado pela Vanda - Blog Dellavi artes


Agora, tenho que indicar 5 amigas blogueiras que eu visito e adoro.
Na verdade, vou indicar TODAS AS AMIGAS que estão LISTADAS NO ESPAÇO DA CRIANÇA, mas em especial (para não quebrar a brincadeira), vou deixar registrado apenas 5.

Um excelente semana a todos!
Márcia
ESTE DESAFIO, foi proposto pela
Bruna - Pedagogia do afeto.
A brincadeira é você responder rapidamente as perguntas no seu blog, depois, escolher 5 amigas blogueiras, para que façam o mesmo, desta forma você visita os blogs que foram indicados junto com você e, de quebra, visita os que indicou para avisá-los do desafio.
VAMOS LÁ?
DESAFIO PESSOAL!
1. O que eu estava fazendo há 10 anos atrás?
Estava com 18 anos, e começava meus primeiros passos no magistério. Era dona de casa e dedicava meus dias a curtir minha filhota, que na época tinha 3 aninhos.
2. Quais são as coisas que vc tem na sua lista pra fazer hoje? (relatar pelo menos cinco coisas)
Bom... é de manhã, acabei de retornar do super, tenho que ir no xeróx, tenho que fazer o almoço, tenho que recebr minha filhota que vai chegar da escola, separar os materiais de trabalho e ir trabalhar... porque a noite, ainte tenho um simpósio sobre educ~ção, com o José Pacheco. Ufa!!
3.petiscos que vc gosta:
Difícil é achar um que eu não goste. rsrsrs
Batata frita, salgadinhos, amendoim salgado etc...
4. Coisas que eu gostaria de fazer se fosse bilionária
Primeiro eu viajaria o mundo com a minha família, descansaria bastante e iria para lugares lindos. Depois escolheria um lugar legal para morar. Para viver e investir meu tempo, montaria uma escola para crianças que não possuem recursos e um lar de idosos para aqueles que não possuem recursos para envelhecer bem. Acredito que a infância e a velhice são etapas que merecem atenção mais do que especial.
5. Lugares que já morei:
Na minha nete já morei em muitos lugares inexistentes... mas aqui na vida real já morei em Pelotas, Bento Gonçalves e Porto ALegre.
Agora passo este desafio para:
Beijão para todos!!

Leia mais...
3

Culinária e arte Chinesa



CULINÁRIA CHINESA


A culinária chinesa é uma das mais ricas do todo o mundo.

Diferente da culinária ocidental, onde a proteína de carne é o principal, o ingrediente mais importante na comida chinesa é fonte de carboidratos como arroz e talharim. Talvez paradoxalmente, em um banquete chinês tradicional, nenhum arroz deve ser servido.

Por causa da vastidão e variedade da China, a culinária chinesa é divida em vários estilos, dependendo da região.

em comum, os chineses consideram ter uma faca na mesa como ato bárbaro, então a maior parte da comida é preparada em pedaços menores, prontos para serem pegos diretamente e comidos.


Estilos de comida Chinesa:


* Cozinha budista chinesa* Cozinha do noroeste da China* Cozinha Jiang-Huai* Cozinha Yunnan* Cozinha do nordeste da China* Cozinha cantonesa* Cozinha Chiuchow* Cozinha Hakka* Cozinha Hunan* Cozinha chinesa islâmica* Cozinha Mandarin* Cozinha de Shanghai* Cozinha Sichuan* Cozinha de Taiwan* Cozinha Fujian* Cozinha Hainan* Cozinha chinesa nanyang* Cozinha histórica chinesa.


A cozinha chinesa ultrapassa em muito o âmbito das habilidades com panelas e é consolidada como uma delicada arte milenar. Formas, cores, textura, temperatura e sabor compõem os pratos garantindo o equilíbrio e sabor dos alimentos.


As técnicas de preparo são baseadas no taoísmo (ensinamento deixado por filósofos chineses) e os ingredientes seguem o princípio do yin e do yan: pólos contrários que se complementam. Por isso vemos em banquetes chineses pratos mesclando doce e frio, salgado e doce, picante e agridoce...
Os chineses costumam aproveitar tudo o que tem na despensa! Lá se prepara desde arroz, carne de porco, peixe, soja e seus derivados a verduras e legumes. E pasmem: comem-se também pratos exóticos que levam carne de cobra, cachorro, gafanhoto, insetos... Entre os temperos mais populares estão o shoyo (molho à base de soja), gengibre fresco, óleo de gergelim, pimenta, saquê chinês (conhecido como lau-jiu), ajinomoto e açúcar.
As dimensões do País e a divisão geográfica fazem da China, assim como Brasil, um lugar de cozinha bastante diversificada. Quatro grandes regiões são responsáveis por essas diferenças:
Beijing - representa o norte do País, onde fica a capital Pequim. Lá a comida é temperada com trigo, amendoim, milho, soja e a carne de carneiro.
Guangdong - é a cozinha do Cantão, sul da China. É lá que se comem animais de criação como cachorro, gato e macaco...
Szenchwan - é a cozinha do oeste, Sichuan. A culinária até chega a lembrar de longe a nossa comida baiana. A pimenta é muito apreciada nos pratos e o frango também é bastante utilizado.
Shangai - representa a cozinha leste. O rolinho primavera é o prato mais conhecido. Frutos do mar são muito utilizados no preparo das receitas.

Fonte:http://culinaria.terra.com.br/dicas/preparando/0,,OI262014-EI150,00.html

A ARTE DO ORIGAMI
“ Todo Origami começa quando pomos a mão em movimento. Há uma grande diferença entre compreender alguma coisa através da mente e conhecer a mesma coisa através do tato”.
Tomoko Fuse
O Origami, arte milenar japonesa, oferece recursos para auxiliar o desenvolvimento cognitivo motor de todo aquele que dele se utiliza, por ser um fascinante mundo de criação. Seu uso milenar tem contribuído para o desenvolvimento e melhor qualidade de vida para o ser humano. Seu uso e aplicação enquanto técnica pode auxiliar e contribuir para o desenvolvimento infantil.

As dobragens praticadas em grupo permitem o debate de idéias, o esclarecimento de conceitos e o desenvolvimento de estratégias individuais e coletivas. Acredita-se serem estas atividades de aprendizagem que rentabilizam a autonomia e a responsabilidade do aluno. Além disso, permitem o desenvolvimento da criatividade, da concentração e persistência, capacidades fundamentais para cada vez mais eficiente e eficaz no seu dia a dia.

Esta arte japonesa, influenciou de foma significativa, a cultura Chinesa.

As dobraduras iniciaram-se na China, no ano 105 d.C com a mistura de cascas de árvore, panos e redes de pescas para usá-las no lugar das sofisticadas sedas, onde se escrevia nessa época, sem se imaginar a utilização que a humanidade faria desse invento chamado PAPEL. O império chinês preservou o mistério sobre sua fabricação por muito tempo, pois era o único a fabricá-lo. Ele tinha preços altíssimos e a China o exportava para o mundo. Mas, com o tempo, ficou difícil de esconder esse mistério e no século VII, através de monges coreanos, a técnica de fabricar papéis chegou ao Japão e ficou conhecida por um tempo como “um negócio da China.” Cem anos depois, os árabes descobriram esse segredo.
FONTE: A CONTRIBUIÇÃO DO TRABALHO COM DOBRADURAS DE PAPEL (ORIGAMI) PARA O DESENVOLVIMENTO DO ALUNO DO ENSINO FUNDAMENTAL.
Monografia apresentada à Universidade Estácio de Sá como requisito parcial para a obtenção do grau de Pedagogia de Magistério. Por: KARINA MILANEZ BARBOSA DA SILVA


MAIS UM POUCO SOBRE ESTE ASSUNTO:

A palavra origami vem de Oru = dobrar mais Kami = papel. A junção acabou por formar origami e significa a arte de produzir figuras a partir de folhas de papel. O origami tradicional surgiu no Japão por volta do século IX e não se usava cola ou tesoura. As figuras formadas eram sempre animais ou objetos do cotidiano.
Alguns autores acreditam que desde o século VI os monges japoneses já praticavam algumas dobraduras. Essas dobraduras foram depois sendo transmitidas através das gerações, apenas entre as famílias nobres, até porque o papel era uma coisa cara e rara. Em 1797 foi publicado um livro chamado Senbazuru Orikata que pode ser traduzido por "como dobrar mil graças". A partir daí o origami passou a ser uma matéria regular nas escolas japonesas.

Origamis representando objetos diversos eram queimados em rituais nos funerais japoneses como forma de possibilitar aos mortos, adquirirem coisas de que precisavam. Da mesma maneira, cédulas imitando dinheiro verdadeiro e colocadas em envelopes vermelhos confeccionados com técnicas de origami eram queimadas nos casamentos para atrair a fortuna. Diz a lenda ainda que quem fizer 1000 tsurus pensando em uma mesma coisa, obterá o que deseja. É só você experimentar. No Japão, todos os anos no dia 6 de agosto, milhares de Tsurus são depositados no mausoléu erigido em homenagem aos que morreram na tragédia atômica de Hiroxima, para que isso nunca mais volte a acontecer.


ALGUMAS DICAS PASSO A PASSO:



Leia mais...
10

Projeto Pequim é aqui - Atividades sobre as olimpíadas para a Educação Infantil


Olimpíadas

Projeto Olimpíadas 2008 – Pequim é aqui!

JUSTIFICATIVA:
Desde a sua origem na Grécia, os jogos Olímpicos são considerados como o maior espetáculo da terra. Antigamente, era conhecido como um período de paz entre as lutas, hoje, atletas do mundo inteiro se reúnem em um grande espetáculo que mistura nações, cores, bandeiras e religiões, é o momento onde o esporte é valorizado, mostrando a sua força, acima das diferenças e da guerras.
Este momento deve ser aproveitado ao máximo, para que as crianças possam conhecer
outros povos e diferentes culturas, deixando de lado a competição e ao mesmo tempo torcendo e incentivando atletas e a prática de esportes.
Os jogos e o destaque da mídia, colaboram para a curiosidade e interesse das crianças sobre este tema tão rico, colaborando para a formação de uma atmosfera de otimismo e esperança. Aproveitando a curiosidade das crianças, tem-se um momento único para colaborar com a formação de ética e valores cidadãos de respeito ao outro em sua individualidade.

"Não é possível refazer este país, democratizá-lo, humanizá-lo, torná-lo sério, com adolescentes brincando de matar gente, ofendendo a vida, destruindo o sonho, inviabilizando o amor. Se a educação sozinha não transformar a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda."
( Paulo Freire )

OBJETIVO GERAL:
Reconhecer, valorizar e respeitar a diversidade cultural;
Desenvolver espírito esportivo e gosto pelo esporte;

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
Educação Física
Conhecer e praticar as variadas modalidades esportivas, através de jogos e brincadeiras;
Perceber a importância do esporte como fonte de saúde física e mental para os seus praticantes, através de rodinhas de conversação e entrevistas com atletas da comunidade.
Língua Portuguesa
Formular hipóteses de palavras,
Interpretar e produzir textos coletivos;
Relacionar cada esporte aos seus símbolos (desenho e escrita);
Comparar a escrita chinesa (ideograma) com a Portuguesa e trabalhar o conceito de sílabas (pedacinhos).
Matemática
Construir gráficos e tabelas utilizando os dados coletados durante os jogos.
Resolver problemas com dados reais dos jogos;
Identificar e representar formas geométricas dos estádios, piscinas, quadras, objetos usados nos jogos e campos que irão sediar os jogos;
Conhecer e utilizar instrumentos de medidas de espaço e tempo;
Exercitar o raciocínio lógico matemático através de atividades com o Tangran
Estudos Sociais
Conhecer a origem das olimpíadas;
Aprofundar o conhecimento sobre o país e cidade sede das olimpíadas 2008, pesquisando sobre culinária, música, horóscopo, arte e a influência Chinesa no Brasil (Kung Fu, por exemplo).

CONTEÚDOS PROPOSTOS:
Sondagem dos conhecimentos prévios e das curiosidades que deverão ser pesquisadas.
Mini olimpíadas (queimada, cabo de guerra, arremesso de peso, chute ao gol, corda, arrecadação de agasalhos e alimentos, arrecadação de latas de alumínio – para aquisição de um aparelho de som, jogos entre pais e filhos e outros.)
Produção de texto coletivo,
Hipótese de palavras.
Formas geométricas;
Construção de gráficos e tabelas para acompanhar os resultados.
Culinária;
Lendas;
Artes e música;
Esportes.

AVALIAÇÃO:
Partindo das idéias de Hoffmann(2001), Hadji(2001), Mendéz(2002), entre outros, a avaliação deve ser contínua global e formativa. Desse modo, os instrumentos avaliativos são – testes de níveis de linguagem, observação da evolução do raciocínio lógico matemático, tarefas e relatório final, referente ao desenvolvimento do grupo.
Leia mais...
1

A escrita em Mandarim



O alfabeto chinês surgiu há cerca de 4500 anos atrás e, segundo a lenda, foi criado por um homem chamado Cang-Jié (). Com o passar dos anos, no entanto, as letras foram se simplificando. Durante a Revolução Chinesa, foi criado um novo alfabeto chinês simplificado. O alfabeto simplificado hoje é utilizado na China e em Singapura, enquanto o alfabeto tradicional é utilizado em Taiwan, Hong Kong, por imigrantes chineses e vem ganhando força no sul da China.






O alfabeto chinês é chamado de kanji (). Esse alfabeto é também usado em parte pelos idiomas japonês e coreano.
Ao contrário do nosso alfabeto latino, onde a letra identifica um som mas não dá qualquer informação sobre seu significado, no alfabeto chinês cada letra tem um significado, mas não um som. Ou seja, a não ser que você saiba o som de um caracter, você não pode saber qual é o som apenas olhando para ele, mas pode saber o significado. Isso faz com que os vários dialetos possam ler um mesmo texto, mesmo que sua pronúncia seja diferente. Cada caracter chinês normalmente corresponde a uma sílaba.
Os caracteres chineses se originaram de desenhos. No entanto, milhares de anos depois, apenas alguns poucos ainda guardam alguma semelhança, como o caractere para árvore, por exemplo: (mù).
O número de caracteres do alfabeto chinês é bastante grande, se comparado com o nosso, de apenas 23 letras. Ao contrário do alfabeto latino, uma pessoa não precisa saber todos os kanjis para poder ler um texto em chinês. Na verdade, praticamente nenhuma pessoa é capaz de ler todas os kanjis. Normalmente, o número de kanjis conhecidos por alguém varia de acordo com a escolaridade dessa pessoa. Deste modo, somente alguém graduado pode ler um texto técnico, por exemplo.
O alfabeto chinês era inicialmente composto por cerca de 50.000 caracteres. Os sistemas de computador hoje incorporam cerca de 6.500 caracteres na China e 13.000 em Taiwan. Para que se leia um jornal comum, é necessário o conhecimento de 3.000 caracteres chineses (ou 4.000 em Taiwan). Uma pessoa é considerada alfabetizada na China caso conheça 2.000 caracteres específicos (ou 1.500 se for um agricultor).
Antigamente os caracteres eram escritos somente verticalmente, de cima para baixo. Hoje, o alfabeto simplificado é escrito horizontalmente, da esquerda para direita, como o nosso. O alfabeto tradicional ainda é escrito de cima para baixo, exceto em textos científicos, onde o uso de equações torna essa escrita difícil.
Existe um sistema para a romanização de caracteres chineses, chamado pinyin ().


Desta forma, é possível escrever as palavras chinesas usando os nossos caracteres latinos. Esse sistema é usado também para dicionários e para digitação de textos no computador.
Se deseja saber como ficaria seu nome em chinês, visite o site http://www.merechina.com/yournameinchinese/.






Meu nome ficaria assim:

Marcia


Leia mais...
2

A bandeira Olimpíca - Jogos de inverno e jogos de verão


Os Jogos Olímpicos são um evento esportivo que ocorre a cada quatro anos.

Atletas de todo o mundo representam os seus países nos Jogos Olímpicos.

Em cada prova são distruibuídas medalhas de ouro, prata e bronze para os três primeiros colocados (nos esportes coletivos são contabilizadas apenas uma medalha por equipe no quadro de medalhas).

Geralmente chama-se os Jogos Olímpicos de Olimpíadas, mas originalmente a Olimpíada era o tempo decorrido entre duas edições dos Jogos Olímpicos.


História dos Jogos Olímpicos da Antigüidade


Os primeiros Jogos Olímpicos eram realizados de quatro em quatro anos há mais de 2.700 anos na Grécia Antiga. A competição era uma celebração de tributo aos deuses. O imperador Teodósio I terminou com os Jogos entre os anos de 393 e 394. Todas as referências pagãs da antigüidade deveriam ser interrompidas.Quem foi o Barão de Coubertin?Pierre de Frédy foi pedagogo e historiador francês, tendo ficado para a história como o fundador dos Jogos Olímpicos da Era Moderna. Pierre de Frédy ficou mais conhecido pelo seu título de Barão Pierre de Coubertin.O Barão de Coubertin, tinha o sonho de reviver os Jogos Olímpicos. Em 1984 o Barão de Coubertin organizou um congresso internacional em 23 de Junho de 1894 na Sorbonne em Paris para criar o Comitê Olímpico Internacional (COI). Dois anos depois foram realizados os Jogos Olímpicos em Atenas na Grécia, a pátria dos Jogos Olímpicos da Antigüidade.Até a sua morte em 1937 em Genebra na Suíça o Barão de Coubertin era o presidente honorário do COI. Coubertin foi enterrado na sede do COI em Lausanne, mas o seu coração foi sepultado separadamente, num monumento perto das ruínas da antiga Olímpia.


O que significa a bandeira dos Jogos Olímpicos?


O Barão de Coubertin idealizou a bandeira olímpica em 1913 e a apresentou no congresso olímpico de 1914 em Alexandria (Grécia). A bandeira olímpica estreou nos Jogos Olímpicos da Antuérpia em 1920.

A mesma bandeira foi usada até 1984 nos Jogos Olímpicos de Los Angeles.

Nas olimpíadas de Seul foi confeccionada uma nova bandeira. A bandeira deve ficar guardada no corredor da cidade anfitriã até os próximos Jogos Olímpicos.

A bandeira branca com os cinco anéis entrelaçados representam os continentes (azul, Europa; amarelo, Ásia; preto, África; verde, Oceania; e vermelho, America) e as cinco cores que podem compor todas as bandeiras do mundo.

O lema olímpico "Citius, Altius, Fortius" ("Mais rápido, mais alto, mais forte" em latim) foi criado pelo monge francês Didon, amigo do Barão de Coubertin, em 1890.


O que são os Jogos Olímpicos de Inverno?

São os Jogos Olímpicos que reúnem as provas esportivas executadas no gelo ou na neve. A primeira edição foi realiza em 1924 em Chamonix, França.

Os jogos de 1940 de Sapporo no Japão e 1944 de Cortina d'Ampezzo na Itália foram cancelados devido à Segunda Guerra Mundial.

Até 1992 os Jogos Olímpicos de Inverno eram realizados no mesmo ano que os Jogos de Verão. Em 1994, a tradição de realizar os jogos de quatro em quatro anos foi quebrada para que, a partir de então, os Jogos de Inverno fossem realizados em anos diferentes dos Jogos de Verão.




Leia mais...
2

Mascotes das olimpíadas 2008 em Pequim (Projeto e sugestões de atividades para as olimpíadas)

MASCOTES DAS OLIMPÍADAS 2008
Em 11 de Novembro de 2005 as mascotes dos Jogos Olímpicos de Pequim foram apresentadas ao público. A data da revelação das mascotes olímpicas não foi escolhida por acaso. Faltavam exatos mil dias para o início dos Jogos Olímpicos de Pequim.Os "Fuwa" são as mascotes dos Jogos Olímpicos de Verão de Pequim 2008. Fuwa significa "Crianças de boa sorte" em mandarim. O nome das cinco mascotes (Beibei, Jingjing, Huanhuan, Yingying e Nini) são repetições das sílabas da frase "Be(iji-ng hua-nyíng ni" (Pequim lhes dá as boas-vindas). Cada uma das mascotes representa um dos elementos tradicionais chineses (metal, madeira, água, fogo e terra), além das cinco cores dos anéis olímpicos (amarelo, azul, verde, vermelho e preto) e figuras e animais característicos da China.

Ficha de Beibei - Mascote dos Jogos Olímpicos de Verão - Pequim 2008
Sexo da mascote: feminino
Cor da mascote: azul
Símbolo: peixe
Personalidade: generosidade e pureza
Ideal: prosperidade Esportes: esportes aquáticos
Inspiração: imagens decorativas do Ano novo chinês
Notas: na cultura tradicional chinesa o peixe representa a prosperidade.
O ideograma chinês para peixe é parecido com o da abundância.

Ficha de Huanhuan - Mascote dos Jogos Olímpicos de Verão - Pequim 2008

Sexo da mascote: masculino

Cor da mascote: vermelho

Símbolo: chama olímpica

Personalidade: entusiasmo

Ideal: paixão

Esportes: esportes com bola (futebol, basquetebol, handebol, etc.)

Inspiração: desenhos de chamas nas Grutas de Mogao, também conhecidas como "Cavernas dos Mil Budas" foram declaradas patrimônio da humanidade pela UNESCO em 1987)

Notas: Huanhuan representa o Lema Olímpico "Citius, Altius, Fortius" (Mais rápido, mais alto, mais forte)

Ficha de Jingjing - Mascote dos Jogos Olímpicos de Verão - Pequim 2008

Sexo da mascote: masculino

Cor da mascote: preto

Símbolo: panda

Personalidade: honestidade e otimismo

Ideal: felicidade

Esportes: halterofilismo, judô, etc.

Inspiração: panda gigante, Dinastia Song e porcelanas antigas

Notas: o panda é uma espécie ameaçada de extinção e um símbolo da China. Representa a coexistência entre a humanidade e a natureza

Ficha de Nini - Mascote dos Jogos Olímpicos de Verão - Pequim 2008

Sexo da mascote: feminino

Cor da mascote: verde

Símbolo: andorinhaPersonalidade: inocência

Ideal: boa sorte

Esportes: ginástica Inspiração: andorinhas e as pipas (papagaios) chinesas

Notas: na cultura chinesa a andorinha é considerada a mensageira da primavera, simbolizando boa sorte. O ideograma chinês para andorinha é usado também no ideograma Yanjing, antigo nome de Pequim. Nini usa uma pipa chinesa em formato de andorinha em seu chapéu.

Ficha de Yingying - Mascote dos Jogos Olímpicos de Verão - Pequim 2008

Sexo da mascote: masculino

Cor da mascote: amarelo

Símbolo: antílope-tibetano

Personalidade: vivacidade e astúcia

Ideal: saúde

Esportes: atletismoInspiração: costumes do Tibete e Xinjiang (regiões autônomas do oeste da China)

Notas: o antílope-tibetano é uma espécie ameaçada de extinção e símbolo do planalto tibetano.Curiosidades das mascotes dos Jogos Olímpicos de Verão - Pequim 2008

Em inglês são chamados de The Friendlies (Os Amistosos)

* As mascotes das Olimpíadas de Pequim foram apresentadas a 1.000 dias do início dos Jogos Olímpicos de Pequim.

* Três mascotes são masculinos (Jingjing, Huanhuan e Yingying) e dois são femininos (Beibei e Nini)

* Duas mascotes representam espécies ameaçadas de extinção (panda gigante e antílope-tibetano).

* Em agosto de 2007 foram lançados na China 100 episódios de desenho animados com as mascotes das Olimpíadas de Pequim 2008.

CONHEÇA OS MASCOTES DAS OLIMPÍADAS ANTERIORES

http://www.quadrodemedalhas.com/olimpiadas/mascotes-dos-jogos-olimpicos.htm

Leia mais...
7

Festa junina - Que delícia!!!

FESTA JUNINA
Nossa festa junina foi uma delícia.
Tinha muita música, pipoca, milho verde, rapadura e pinhão.
Como cada região comemora de acordo com suas influências culturais, aqui no Sul nosso traje era Vestido de Prenda e Bombacha- O gaúcho.
As crianças trabalharam com as diferenças regionais e as características da festa junina em cada região, decidimos que viríamos caracterizados, como forma de homenagear nossas tradições.
O chimarrão não faltou.


Leia mais...
3

Homenagem pela amizade - Julho

Selinho da amizade - Mês de julho
SELINHO DA AMIZADE
Pegue o selo no Gospel Gifs http://gospel-gifs.zip.net , nomeie 10 blogs amigos e visite cada um deles avisando da nomeação. se vc foi nomeado por alguém, passe adiante e visite os outros nove blogs que foram nomeados junto com vc.Ao repassar a campanha, pode copiar o texto acima ou criar o seu próprio texto. O importante é não esquecer de avisar onde se encontra o selo e de nomear os seus 10 blogs amigos.
recebi o selinho carinhoso da amiga blogueira Ellen do Blod Centro Educacional LETRINHA MÁGICA
e do blog
Para Compartilhar e Refletir da Elen
ESTE SELINHO DA CAMPANHA DA AMIZADE - MÊS DE JULHO
DEDICADO A:
Em especial, para o blog da Ivanise, que faz 1aninho neste mês
BAÚ DE IDÉIAS

Este outro selinho, é um carinho especial das amigas blogueiras.
Sandra - Jardim da Profe Sandra
e
Claudinéia Gimenes - Gente que educa

Este selinho eu dedico a TODAS AS VISITANTES DO BLOG, que dedicam seu tempo, carinho e atenção, que deixam recadinhos amigos que me incentivam a continuar publicando este material.
Um beijo a todas.
Leia mais...
5

5 de junho - Uma homenagem a natureza

PROJETO AMBIENTAL RECICLANDO IDÉIAS

“Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defende-lo para as presentes e futuras gerações.” (Artigo 225 da Constituição)

JUSTIFICATIVA:

A medida em que o ser humano aumenta a sua capacidade de intervir na natureza, utilizando seus recursos tecnológicos para extrair do meio ambiente tudo aquilo que deseja. O uso indevido dos recursos não renováveis ou a poluição dos recursos renováveis são fatores que ameaçam a sobrevivência dos seres.
Existem vários fatores que contribuem para a degradação da natureza, são eles: esgotamento do solo, poluição sonora provocada por barulho de automóveis, máquinas etc,
poluição do ar da água e dos solos, destruição da camada de ozônio e muitos outros.Este projeto busca formar o senso crítico na criança, estimulando-a retirar da natureza somente o que é necessário para sua sobrevivência, mostrando para as crianças que o meio ambiente não pertence a elas, mas que elas estão inseridas nele.
O cidadão que se preocupa com o ambiente em que vive precisa mudar sua forma de pensar e passar a agir com responsabilidade, sensibilidade e respeito.
O pequeno de hoje será o adulto empreendedor de amanhã, se não formar uma consciência da importância de cuidar da natureza com cautela, irá agir de forma mesquinha, utilizando a natureza de forma desordenada e gananciosa, se for responsável e consciente irá se integrar ao meio ambiente, tornando-se parte dele só retirando dele aquilo que realmente necessita.
Nós educadores devemos buscar a construção de uma consciência crítica pelos alunos, de modo a formar cidadãos éticos e humanos. É muito importante orientar as crianças a lidar com a natureza, tendo como objetivo despertar nos pequenos uma postura crítica frente à realidade das informações e os valores trazidos de casa ou veiculados pela mídia, pois os assuntos ambientais não são apenas de interesse individual, mas do coletivo, ou seja, são de interesse planetário.
Este projeto busca ampliar as noções já elaboradas das crianças sobre o meio ambiente, nas suas mais variadas formas, pois a gente só protege e cuida daquilo que conhece e ama, é mais do que ensinar a criança a não poluir é educar o pequeno para que corrija aquele que ainda não aprendeu a tratar a natureza com o respeito que ela merece.
Como nos dias de hoje estamos sempre com pouco tempo para realizar todas as tarefas que precisamos fazer, tendo pouco ou nenhum tempo dedicado a cuidar da boa alimentação, descanso e lazer, as indústrias criam novos meios de “facilitar” nossa vida, fabricando produtos em embalagens descartáveis que consomem matéria – prima e arrasam a natureza, cabe ao educador despertar na criança o patrulheiro ambiental, que irá fiscalizar e proteger a natureza.

OBJETIVOS GERAIS:

Investir na mudança e transformação do pensamento, visando uma qualidade de vida que se relacione com a preservação da natureza;

Conhecer e integrar as diferentes formas de caracterizar o meio ambiente;

Adotar postura crítica, dentro e fora da escola, que vise interações construtivas com o meio ambiente;

Identificar a necessidade real de extrair elementos da natureza da ganância destrutiva, a fim de preservar o meio ambiente;

Valorizar a diversidade ambiental;

Identificar-se como parte integrante ( e importante) na formação do meio ambiente;

Desenvolver valores e atitudes de respeito com a natureza;

Despertar a consciência ecológica de preservação e respeito pela natureza, através do reaproveitamento de materiais;

Conscientizar a criança da importância das plantas e da natureza, mesmo no ambiente urbano;

Identificar a utilidade das plantas e da natureza na saúde, na produção de remédios e na alimentação do ser humano;

Conhecer o desenvolvimento das plantas e o que necessita para sobreviver;

Apreciar a natureza que nos rodeia.

ALGUNS TEMAS ABORDADOS:

SOLO: O que é solo?
Alguns tipos de solo (areia, barro, argila...)
Poluição do solo e conseqüências

LIXO: O que é lixo?
Tipos de lixo ( seco e orgânico) e sua separação
Lixo tóxico e conseqüências
Coleta de lixo e armazenamento( lixo industrial e médico)

ÁGUA: Onde encontramos?
Para que utilizamos?
De que formas podemos encontrá-la? (os estados)
Conseqüências de sua poluição

RECICLAGEM
: De embalagens de isopor
De caixas de ovos
Sucatas variadas
Embalagens de refrigerante

PLANTAS: Como crescem?
Suas utilidades?
Plantas que utilizamos na alimentação?
Plantas medicinais

Utilidades das plantas:
Alimentação: árvores que produzem frutas, sementes e legumes. Realizar o mural de sementes e grãos com o nome da árvore e da fruta ou legume ao qual pertencem.
Remédios: Coletar folhas, sementes, cascas e raízes (ervas, chás e temperos).
Perfumes: Muitas plantas são utilizadas na confecção de perfumes, pesquisar sobre elas.
Utilidade: Purificação do ar, sombra, conservação da umidade da terra e produção de oxigênio.

ALGUMAS SUGESTÕES DE ATIVIDADES:

Criação de uma patrulha ambiental encarregada de fiscalizar os ambientes e as pessoas que ele ocupam;
Conversação, debate, pesquisa e atividades que motivem a descoberta do meio;
Confecção de roupas e acessórios utilizando sucatas;
Desfile das peças confeccionadas;
Leilão das peças confeccionadas com sucata;
Máscaras de papel machê;
Apresentação de teatro utilizando as máscaras;
Separação do lixo seco e orgânico;
Música;
Experiências
Horta ecológica;
Construção do Zé cabelo;

# Recolher várias folhas no pátio ou em torno da escola, em sala, comparar as folhas, concluir que as folhas são igual as pessoas, cada uma é diferente, em sua forma, tamanho, cor, textura e utilidade. Existem plantas que podemos usar na alimentação, outras podemos utilizar como medicamento, algumas plantas servem para enfeitar e nos proporcionar a sombra. Depois de conversar sobre as folhas colocá-las em baixo de uma folha de ofício e com o giz de cera deitado pintar esta folha, para surpresa das crianças aparecerá o contorno das folhas. Para turmas mais avançadas pode-se elaborar um álbum com as folhas e o nome das árvores as quais pertencem e sua utilidade (alimentação, medicamentos, decoração, sombra, madeira...);
# Plantio de sementes (arroz, feijão, lentilha) para que as crianças observem seu desenvolvimento (sua partes como raiz, caule, folhas...) e o que necessitam para crescer (água, ar e luz). È importante fazer uma experiência com os pequenos, cada um planta sua sementinha em um potinho com algodão e coloca em uma janela para receber água e luz, a professora faz outros 2 potinhos onde um não receberá água e o outro não receberá luz, assim poderão perceber o que as plantinhas necessitam para crescer. Os mais velhos podem registrar com desenhos as suas observações;
# É importante falar sobre os desmatamentos, queimadas e atos de vandalismo na natureza, como poluição do solo e da água e despertar na criança a consciência de preservação, indo além do não poluir, mas chamando atenção para atitudes erradas de quem ainda precisa de ajuda. Já existem empresas que se preocupam com isto e produzem peças com madeiras “reflorestadas”;
# Alguns plantas são cultivadas e crescem com o uso de agrotóxico, que é semelhante ao remédio que tomamos quando estamos doentes, só que mais forte. Mostre para as crianças a importância de consumir alimentos limpos. Uma boa atividade é a manutenção de uma horta ecológica, com alimentos a serem utilizados nas refeições oferecidas pela escola. Incentivá-los no plantio de árvores frutíferas, plantadas ao redor da escola também auxilia a despertar nos pequenos a consciência ecológica.
# Existem materiais que podem ser reaproveitados, assim, evitamos o desperdício e exploração desnecessária dos recursos naturais, chamamos de reciclagem. Uma ótima atividade é a separação de todo lixo da escola e lixeiras separadas (lixo seco e lixo orgânico), construções significativas com sucatas são excelentes recursos didáticos, veja algumas sugestões:
· Utilizando garrafas de 2 litros plásticas podemos fazer porta lápis, porta papel higiênico, floreiras, vai e vém, bilboquê e muitas outras coisas que nossa criatividade permitir;
· Utilizando o lacre das latinhas podemos construir roupas, gravatas, pulseiras etc...
· Com caixinhas e potes de conservas podemos forrá-los e enfeitá-los usando-os para guardar brinquedos e jogos;
· Com potinhos de iogurte podemos confeccionar um jogo da memória,
· Com caixinhas de fósforos podemos construir um jogo da velha.
· Com tampinhas plásticas podemos construir um jogo de damas.

# A árvore da turma: Construir com papel pardo um tronco de árvore, as “ folhas “ serão pratos de plástico com a marca da mão da criança com guache, seu nome e uma palavra ou frase sobre a natureza, este cartaz deve ficar exposto para os pais.
# Com sucata construir roupas e outros objetos utilitários, com bandeja de isopor (fundo de pizza ou fundo de carnes) construir quadros para os pais enfeitarem a parede. Depois fazer um leilão das obras de arte para arrecadar fundos para a escola.
# Campanha de conscientização no bairro, visitar as casas e conversar com os moradores sobre desperdício de água para lavar calçadas ou carros e sobre a coleta seletiva de lixo ( a ABEPAN fornece panfletos e os horários dos caminhões para a coleta de lixo reciclável). Cada turma fará uma limpeza na escola e em torno da mesma, os menores recolhem lixo do pátio e em volta a escola, os maiores podem fazer a volta na quadra.
# Escrever uma carta para o prefeito solicitando uma lata de lixo grande com a separação dos lixos, para ser colocada na frente da escola e servir toda a comunidade.
# O projeto pode ser encerrado no dia da árvore, juntamente com uma campanha conscientizando os motoristas sobre os perigos do trânsito. Um lugar ideal é em frente aos bombeiros, conversar no Detram com a Fabiana, ela oferece vários azuizinhos além de barreiras para que as crianças fiquem seguras na hora de conversar com os motoristas. Sugiro solicitar mudinhas de árvores frutíferas na ABEPAN, para entregar aos motoristas, juntamente com a seguinte frase: “ Cada flor que nasce, cada criança que chega ao mundo, traz a grande notícia: Deus ainda não está cansado dos homens. PRESERVE A NATUREZA”. Colocar a logomarca da escola em cada mensagem.


GINÁSTICA HISTORIADA

Cada criança deve dramatizar a história, na medida em que a educadora vai narrando, alguns podem ser a menina, outros a sementinha, outros a chuva e outros o solzinho, ou as crianças podem ser a sementinha, enquanto a educadora dramatiza os personagens restantes.

Era uma vez uma menina que se preocupava muito com as plantinhas, certo dia ela cavou um buraquinho na areia bem fofa, dentro dele colocou uma linda sementinha, ( agora as crianças serão a sementinha). A sementinha era bem pequenina e estava toda encolhidinha, como que se estivesse sentindo muito, muito frio, mas ficou paradinha ali na terra fofinha como se estivesse dormindo. De repente começou a sentir uma sensação muito agradável, a sementinha então, se sentia protegida. Logo pela manhã o sol chegou, seus raiozinhos aos poucos penetraram a terra e aqueceram a sementinha, que acordou com o calorzinho. Quando veio a chuva suas gotinhas fininhas penetraram a areia fofinha e deram um gostoso beijinho na sementinha, feliz, a sementinha começou a erguer seus bracinhos, procurando pelas gotinhas de chuva e pelo calorzinho do sol. Aos poucos a plantinha começa a ganhar folhinhas.
A noite chega e a lua prateada joga o orvalho para a plantinha, que logo estica suas folhinhas para recebê-lo e é saudada pelas estrelas. Cada dia que passava, a plantinha crescia mais, mais e mais. Suas raízes ficaram profundas, bem dentro da terra, seu caule estava grande e forte e sustentava muitas folhas, toda vez que ventava ela segurava as folhinhas para lá e para cá... ( Utilizar a música a sementinha, Beto Hermann)

A SEMENTINHA: ( Jograu)


Era uma vez uma sementinha... Tão pequenina e tão simplesinha,
Com carinho foi plantada e com amor foi cultivada.
De repente o que aconteceu?
Uma plantinha de lá nasceu. Uma bela árvore agora vai se tornar
Junto conosco ela vai crescer, bons amigos iremos ser!!!

Veja algumas imagens do Zé Cabelo, o Sr cabeça de alpiste

Corte uma meia-calça, coloque alpiste bem na ponta do pé da meia, depois encha com areia e cerragem e dê um nó firme.

Cole olhinhos e boca, pode torcer a meia antes de encher e dar o nó, para fazer o nariz.

Dê a ele tudo o que uma plantinha precisa para germinar (água, luz, calorzinho e carinho), pronto, a gurizada vai descobrir a origem da vida da sementinha e vai se deslumbrar cuidando da plantinha.






Toda a turminha reunida e orgulhosa do ZÉ cabelo ou Sr. Cabeça de alpiste.



“É nosso dever proteger o maior patrimônio nacional, pois a nação que destrói o seu solo,destrói a si mesma.

(Thodoro Roosevelt)

“Nenhuma abundância de recursos resiste ao impacto de uma exploração sem retorno.”

(Paulo Nogueira Neto)

Leia mais...