Minhas artes

Link-me


Outras atividades

Outras atividades
Ideias, Projetos e Atividades sobre IDENTIDADE

Translate

3

Culinária e arte Chinesa



CULINÁRIA CHINESA


A culinária chinesa é uma das mais ricas do todo o mundo.

Diferente da culinária ocidental, onde a proteína de carne é o principal, o ingrediente mais importante na comida chinesa é fonte de carboidratos como arroz e talharim. Talvez paradoxalmente, em um banquete chinês tradicional, nenhum arroz deve ser servido.

Por causa da vastidão e variedade da China, a culinária chinesa é divida em vários estilos, dependendo da região.

em comum, os chineses consideram ter uma faca na mesa como ato bárbaro, então a maior parte da comida é preparada em pedaços menores, prontos para serem pegos diretamente e comidos.


Estilos de comida Chinesa:


* Cozinha budista chinesa* Cozinha do noroeste da China* Cozinha Jiang-Huai* Cozinha Yunnan* Cozinha do nordeste da China* Cozinha cantonesa* Cozinha Chiuchow* Cozinha Hakka* Cozinha Hunan* Cozinha chinesa islâmica* Cozinha Mandarin* Cozinha de Shanghai* Cozinha Sichuan* Cozinha de Taiwan* Cozinha Fujian* Cozinha Hainan* Cozinha chinesa nanyang* Cozinha histórica chinesa.


A cozinha chinesa ultrapassa em muito o âmbito das habilidades com panelas e é consolidada como uma delicada arte milenar. Formas, cores, textura, temperatura e sabor compõem os pratos garantindo o equilíbrio e sabor dos alimentos.


As técnicas de preparo são baseadas no taoísmo (ensinamento deixado por filósofos chineses) e os ingredientes seguem o princípio do yin e do yan: pólos contrários que se complementam. Por isso vemos em banquetes chineses pratos mesclando doce e frio, salgado e doce, picante e agridoce...
Os chineses costumam aproveitar tudo o que tem na despensa! Lá se prepara desde arroz, carne de porco, peixe, soja e seus derivados a verduras e legumes. E pasmem: comem-se também pratos exóticos que levam carne de cobra, cachorro, gafanhoto, insetos... Entre os temperos mais populares estão o shoyo (molho à base de soja), gengibre fresco, óleo de gergelim, pimenta, saquê chinês (conhecido como lau-jiu), ajinomoto e açúcar.
As dimensões do País e a divisão geográfica fazem da China, assim como Brasil, um lugar de cozinha bastante diversificada. Quatro grandes regiões são responsáveis por essas diferenças:
Beijing - representa o norte do País, onde fica a capital Pequim. Lá a comida é temperada com trigo, amendoim, milho, soja e a carne de carneiro.
Guangdong - é a cozinha do Cantão, sul da China. É lá que se comem animais de criação como cachorro, gato e macaco...
Szenchwan - é a cozinha do oeste, Sichuan. A culinária até chega a lembrar de longe a nossa comida baiana. A pimenta é muito apreciada nos pratos e o frango também é bastante utilizado.
Shangai - representa a cozinha leste. O rolinho primavera é o prato mais conhecido. Frutos do mar são muito utilizados no preparo das receitas.

Fonte:http://culinaria.terra.com.br/dicas/preparando/0,,OI262014-EI150,00.html

A ARTE DO ORIGAMI
“ Todo Origami começa quando pomos a mão em movimento. Há uma grande diferença entre compreender alguma coisa através da mente e conhecer a mesma coisa através do tato”.
Tomoko Fuse
O Origami, arte milenar japonesa, oferece recursos para auxiliar o desenvolvimento cognitivo motor de todo aquele que dele se utiliza, por ser um fascinante mundo de criação. Seu uso milenar tem contribuído para o desenvolvimento e melhor qualidade de vida para o ser humano. Seu uso e aplicação enquanto técnica pode auxiliar e contribuir para o desenvolvimento infantil.

As dobragens praticadas em grupo permitem o debate de idéias, o esclarecimento de conceitos e o desenvolvimento de estratégias individuais e coletivas. Acredita-se serem estas atividades de aprendizagem que rentabilizam a autonomia e a responsabilidade do aluno. Além disso, permitem o desenvolvimento da criatividade, da concentração e persistência, capacidades fundamentais para cada vez mais eficiente e eficaz no seu dia a dia.

Esta arte japonesa, influenciou de foma significativa, a cultura Chinesa.

As dobraduras iniciaram-se na China, no ano 105 d.C com a mistura de cascas de árvore, panos e redes de pescas para usá-las no lugar das sofisticadas sedas, onde se escrevia nessa época, sem se imaginar a utilização que a humanidade faria desse invento chamado PAPEL. O império chinês preservou o mistério sobre sua fabricação por muito tempo, pois era o único a fabricá-lo. Ele tinha preços altíssimos e a China o exportava para o mundo. Mas, com o tempo, ficou difícil de esconder esse mistério e no século VII, através de monges coreanos, a técnica de fabricar papéis chegou ao Japão e ficou conhecida por um tempo como “um negócio da China.” Cem anos depois, os árabes descobriram esse segredo.
FONTE: A CONTRIBUIÇÃO DO TRABALHO COM DOBRADURAS DE PAPEL (ORIGAMI) PARA O DESENVOLVIMENTO DO ALUNO DO ENSINO FUNDAMENTAL.
Monografia apresentada à Universidade Estácio de Sá como requisito parcial para a obtenção do grau de Pedagogia de Magistério. Por: KARINA MILANEZ BARBOSA DA SILVA


MAIS UM POUCO SOBRE ESTE ASSUNTO:

A palavra origami vem de Oru = dobrar mais Kami = papel. A junção acabou por formar origami e significa a arte de produzir figuras a partir de folhas de papel. O origami tradicional surgiu no Japão por volta do século IX e não se usava cola ou tesoura. As figuras formadas eram sempre animais ou objetos do cotidiano.
Alguns autores acreditam que desde o século VI os monges japoneses já praticavam algumas dobraduras. Essas dobraduras foram depois sendo transmitidas através das gerações, apenas entre as famílias nobres, até porque o papel era uma coisa cara e rara. Em 1797 foi publicado um livro chamado Senbazuru Orikata que pode ser traduzido por "como dobrar mil graças". A partir daí o origami passou a ser uma matéria regular nas escolas japonesas.

Origamis representando objetos diversos eram queimados em rituais nos funerais japoneses como forma de possibilitar aos mortos, adquirirem coisas de que precisavam. Da mesma maneira, cédulas imitando dinheiro verdadeiro e colocadas em envelopes vermelhos confeccionados com técnicas de origami eram queimadas nos casamentos para atrair a fortuna. Diz a lenda ainda que quem fizer 1000 tsurus pensando em uma mesma coisa, obterá o que deseja. É só você experimentar. No Japão, todos os anos no dia 6 de agosto, milhares de Tsurus são depositados no mausoléu erigido em homenagem aos que morreram na tragédia atômica de Hiroxima, para que isso nunca mais volte a acontecer.


ALGUMAS DICAS PASSO A PASSO:



3 carinhos recebidos:

pedagogiadoafeto disse...

oie
Tem um desafio no meu cantinho para vc espero q participe.
bjos

13 de julho de 2008 16:16
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.

Postar um comentário

Este blog foi criado para trocar ideias e compartilhar saberes.
Que bom que você chegou aqui e vai deixar seu comentário.
ADOREI A SUA VISITA!!