Minhas artes

Link-me


Outras atividades

Outras atividades
Ideias, Projetos e Atividades sobre IDENTIDADE

Translate

6

Quais contos devemos usar?


Histórias para crianças (faixa etária/áreas de interesse/materiais/livros): 1 a 2 anos

A criança, nessa faixa etária, prende-se ao movimento, ao tom de voz, e não ao conteúdo do que é contado. Ela presta atenção ao movimento de fantoches e a objetos que conversam com ela. As histórias devem ser rápidas e curtas. O ideal é inventá-las na hora. Os livros de pano, madeira e plástico, também prendem a atenção. Devem ter, somente, uma gravura em cada página, mostrando coisas simples e atrativas visualmente. Nesta fase, há uma grande necessidade de pegar a história, segurar o fantoche, agarrar o livro, etc..

2 a 3 anos: Nessa fase, as histórias ainda devem ser rápidas, com pouco texto de um enredo simples e vivo, poucos personagens, aproximando-se, ao máximo, das vivências da criança. Devem ser contadas com muito ritmo e entonação. Tem grande interesse por histórias de bichinhos, brinquedos e seres da natureza humanizados. Identifica-se, facilmente, com todos eles. Prendem-se a gravuras grandes e com poucos detalhes. Os fantoches continuam sendo o material mais adequado. A música exerce um grande fascínio sobre ela. A criança acredita que tudo ao seu redor tem vida e vivência, por isso, a história transforma-se em algo real, como se estivesse acontecendo mesmo.
Segunda Infância: Fantasia & Imaginação (dos 3 aos 6 anos)
Fase lúdica e predomínio do pensamento mágico;
Aumenta, rapidamente, seu vocabulário;
Faz muitas perguntas. Quer saber "como" e "por quê ?";
Egocentrismo - narcisismo;
Não diferenciação entre a realidade externa e os produtos da fantasia infantil;
Desenvolvimento do sentido do "eu";
Tem mais noção de limites (meu/teu/nosso/certo/errado);
Tempo não tem significação - não há passado nem futuro, a vida é o momento presente;
Muitas imagens ainda completando, ou sugerindo os textos;
Textos curtos e elucidativos;
Consolidação da linguagem, onde as palavras devem corresponder às figuras;
Para Piaget, etapa animista, pois todas as coisas são dotadas de vida e vontade;
O elemento maravilhoso começa a despertar interesse na criança.

Dos 6 aos 6 anos e 11 meses, aproximadamente:
Interesse por ler e escrever. A atenção da criança esta voltada para o significado das coisas;
O egocentrismo está diminuindo. Já inclui outras pessoas no seu universo;
Seu pensamento está se tornando estável e lógico, mas ainda não é capaz de compreender idéias Só consegue raciocinar a partir do concreto;
Começa a agir cooperativamente;
Textos mais longos, mas as imagens ainda devem predominar sobre o texto;
O elemento maravilhoso exerce um grande fascínio sobre a criança.

Histórias para crianças (faixa etária/áreas de interesse/materiais/livros):
3 a 6 anos

Os livros adequados a essa fase devem propor "vivências radicadas" no cotidiano familiar da criança e apresentar determinadas características estilísticas.
Predomínio absoluto da imagem, (gravuras, ilustrações, desenhos, etc.), sem texto escrito, ou com textos brevíssimos, que podem ser lidos, ou dramatizados pelo adulto, a fim de que a criança perceba a inter-relação existente entre o "mundo real", que a cerca, e o "mundo da palavra", que nomeia o real. É a nomeação das coisas que leva a criança a um convívio inteligente, afetivo e profundo com a realidade circundante.
As imagens devem sugerir uma situação que seja significativa para a criança, ou que lhe seja, de alguma forma, atraente.
A graça, o humor, um certo clima de expectativa, ou mistério são fatores essenciais nos livros para o pré-leitor.
As crianças, nessa fase, gostam de ouvir a história várias vezes. É a fase de "conte outra vez".
Histórias com dobraduras simples, que a criança possa acompanhar, também exercem grande fascínio. Outro recurso é a transformação do contador de histórias com roupas e objetos característicos. A criança acredita, realmente, que o contador de histórias se transformou no personagem ao colocar uma máscara, chapéu, capa, etc..
Podemos enriquecer a base de experiências da criança, variando o material que lhe é oferecido. Materiais como massa de modelar e argila atraem a criança para novas experimentações. Por exemplo, a história do "Bonequinho Doce" sugere a confecção de um bonequinho de massa, e a história da "Galinha Ruiva" pode sugerir amassar e assar um pão.
Assim como as histórias infantis, os contos de fadas têm um determinado momento para serem introduzidos no desenvolvimento da criança, variando de acordo com o grau de complexidade de cada história.
Os contos de fadas, tais como: "O Lobo e os Sete Cabritinhos", "Os Três Porquinhos", "Cachinhos de Ouro", "A Galinha Ruiva" e "O Patinho Feio" apresentam uma estrutura bastante simples e têm poucos personagens, sendo adequados à crianças entre 3 e 4 anos. Enquanto, "Chapeuzinho Vermelho", "O Soldadinho de Chumbo" (conto de Andersen), "Pedro e o Lobo", "João e Maria", "Mindinha" e o "Pequeno Polegar" são adequados a crianças entre 4 e 6 anos.

Histórias para crianças (faixa etária/áreas de interesse/materiais/livros): 6 a 6 anos e 11 meses
Os contos de fadas citados na fase anterior ainda exercem fascínio nessa fase. "Branca de Neve e os Sete Anões", "Cinderela", "A Bela Adormecida", "João e o Pé de Feijão", "Pinóquio" e "O Gato de Botas" podem ser contadas com muitos detalhes. Nesta etapa a criança já consegue recontar e até dramatizar uma história.

Livros só com imagens, que estimulem a criação de uma nova história com base na interpretação de acontecimentos são ótimos.

6 carinhos recebidos:

mary disse...

Olá, estou iniciando na area e gostaria de uma sujestão de um projeto p terça-feira para crianças do maternal e jardim.Obrigado
Bjs

9 de março de 2008 15:55
dani disse...

ola estou precisando de ajuda, estou fazendo estagio de educação infantil e vou trabalhar conto de fadas a faixa etária das crianças 4a6 anos
estou precisando de ajuda para atividades vou trabalhar: chapeuzinho, 3 porquinhos,branca de neve,joão e maria, a bela e fera,cachinhos dourados,o patinho feio, rapunzel.
se tiver atividades sobre alguma destas histórias ou algum modelo de projeto desde já agradeço.
danigsevero@hotmail.com

30 de março de 2008 00:12
giovana disse...

olá estou precisando de auxilio,estou iniciando na área de educação infantil e gostaria de sugestões de atividades para trabalhar nos primeiros dias com as crianças.
passei no concurso e não tenho experiência ,por isso gostaria de sua ajuda profissional para poder desenvolver um ótimo trabalho com sa crianças e me aperfeiçanda na área de educadora. desde já agradeço pela sua contribuição.

22 de janeiro de 2009 21:21
giovana disse...

OLÁ,ADOREI SEU BLOG, E GOSTARIA QUE VOCÊ PASSASSE ALGUMAS ATIVIDADES INFANTIS QUE VOCÊ REALIZOU.ESTOU COMEÇANDO NESTA ÁREA(PASSEI NO CONCURSO),E NÃO TENHO EXPERIÊNCIA AINDA,MAS SOU ENCANTADA POR CRINÇAS DESTA FAIXA ETÁRIA, FOI POR ESTE MOTIVO QUE OPTEI POR EDUCAÇÃO INFANTIL.
GOSTARIA DE UM CONSELHO/APOIO EM O QUE PASSAR PARA AS CRIANÇAS NAS PRIMEIRAS SEMANAS DE AULA.DESDE JÁ AGRADEÇO PELA SUA AJUDA PROFISSIONAL-OBRIGADA.

28 de janeiro de 2009 16:35
Monica disse...

olá, sou Mônica e tenho interesse na área de educação infantil. Gostaria de informações referentes à parte financeira para montar uma escola em meu bairro.Ficaria muito grata pela resposta.

Obrigada

29 de outubro de 2009 14:10
Anônimo disse...

Olá estou procurando o modelo de pintura de porquinho com as mãos, você tem algum modelo?

Aproveito para divulgar o nosso projeto com músicas infantil nosso 2º Cd "Essa é pra Tocar na Escola". Entre no site:www.cantandocomascriancas.com.br

Ana Lucia Lemes

11 de novembro de 2012 20:52

Postar um comentário

Este blog foi criado para trocar ideias e compartilhar saberes.
Que bom que você chegou aqui e vai deixar seu comentário.
ADOREI A SUA VISITA!!